Como funciona a logística industrial? Conheça seus gargalos e vença os desafios!

Processo essencial para o crescimento econômico de uma indústria e do próprio país, a logística industrial exige agilidade e assertividade no tratamento de dados para ser bem-sucedida. Saiba como fazer!

Tempo de leitura: 8 minutos
Profissionais envolvidos na logística industrial

Engana-se quem pensa que a logística se restringe à mera movimentação de mercadorias. Hoje, com o conceito de cadeia de suprimentos continuamente evoluindo cada dia mais para um complexo sistema, é preciso rever processos para conquistar objetivos e sobreviver no mercado. Isso também vale para a logística industrial.

Afinal, tudo o que tem a ver com gestão de estoque, suprimentos e controle administrativo tem relação com a logística industrial. E todos esses fatores precisam estar padronizados e integrados para que as etapas de abastecimento e distribuição sejam eficientes.

Assim, não é exagero dizer que a gestão dessa atividade é fator decisivo para o crescimento dos negócios. Mas como fazer isso? Aqui, explicamos um pouco melhor como tudo isso acontece na prática e quais as melhores ações para otimizar o negócio nesse sentido. Boa leitura! 

O que é logística industrial e qual a sua importância?

Em suma, logística industrial é a gestão de suprimentos de uma empresa. Como falamos, isso não se resume somente à mera expedição e transporte de cargas. Isso porque, além da gestão do deslocamento em si, a logística engloba matéria-prima e estoque, garantindo a fluidez de uma série de processos dentro da indústria.

Nesse sentido, até a troca de informações em ambiente corporativo é uma forma de logística. Pois o tratamento de dados e o cumprimento de metas estabelecidas fazem parte dos processos que determinam todo um fluxo de operação. Assim, a logística industrial envolve transporte, armazenamento e controle.

As equipes orientadas à logística atuam no recebimento, separação, controle de estoque e quaisquer movimentações internas, PCP, compras e expedição de produtos. Todas essas rotinas estão interligadas e, de alguma forma, dependem umas das outras para o sucesso da operação, quando o produto chega ao consumidor final.

Para fazer aquisições, armazenagem, movimentação e distribuição interna e externa, os gestores devem contar com dois fatores indispensáveis: metodologias e ferramentas adequadas.

A primeira tem a ver com o conhecimento dos profissionais envolvidos na área. Já a segunda diz respeito ao uso de tecnologia na logística industrial. Afinal, é impossível, atualmente, falar em logística sem mencionar recursos digitais que auxiliam o dia a dia. Isso porque eles têm forte influência na produtividade e na economia de custos operacionais.

A tecnologia possui ligação direta com controle e planejamento. Basta pensar no conceito de logística 4.0, que visa velocidade e mitigação de gargalos.

É para isto que serve a logística industrial: garantir um coerente fluxo de trabalho, mantendo a qualidade do que é produzido e distribuído, com olhar atento ao fluxo de caixa. 

Principais gargalos e desafios da logística industrial

Quando falamos em gargalos, nos referimos às falhas e retrabalhos do processo produtivo, que podem gerar lentidão e prejuízos. Portanto, a identificação desses pontos fracos na operação é essencial para manter bons rendimentos. 

O primeiro passo para corrigir essas partes ineficazes da produção é identificá-las. Existem 5 estágios da operação em que os problemas podem ser encontrados. Lembrando que, quando algo não vai bem em um deles, consequentemente todos os demais sofrem de alguma forma.

São eles:

  1. Transporte de cargas;
  2. Gestão de estoque;
  3. Controle de custos e despesas;
  4. Mão de obra e atendimento a clientes;
  5. Fornecedores.

Portanto, o desafio começa no estudo dessas operações e identificação de problemas, a fim de elaborar um plano de ação para solucioná-los. Esse deve ser um trabalho contínuo na logística industrial. Quando negligenciado, as medidas corretivas tendem a ser ainda mais custosas e trabalhosas.

Além disso, o problema que passa despercebido pelo gestor e persiste na operação significa dinheiro e esforços em vão. E sabemos que não há organização que resista a essa combinação de desperdícios com o passar dos anos.

Entre as soluções que surgem para vencer esses desafios, as principais são: 

Controle de qualidade

Aqui, é o trabalho que visa certificar se a operação está de acordo com o planejado. Envolve todos os processos inerentes à gestão de qualidade, tal como a avaliação de indicadores de desempenho.

Organização, características padronizadas para o produto e documentação em dia garantem a eficiência desse esforço. Além disso, procedimentos bem orientados ajudam a operação a ser bem-sucedida. 

Individualização de áreas

Como o processo logístico envolve diversos aspectos que, apesar de interligados, são bastante diferentes, muitas vezes um acaba chamando mais a atenção do que o outro. Assim, os problemas ficam revezando em vez da produtividade correr entre eles de forma paralela.

Isso tende a afetar qualidade do produto, prazos, relacionamento com fornecedores e confiabilidade dos clientes. Portanto, é importante, nesse aspecto, contar com sistemas de gestão que ajudem o controle de dados de cada rotina. A logística industrial deve ser precisa, embora seja tão plural. 

Gestão de transporte

A etapa de distribuição não fica para trás quando o assunto é complexidade. Isso porque além dos problemas com a má condição da malha rodoviária brasileira, há ainda duas questões a considerar: o roubo de cargas e o valor do combustível, seja diesel ou gasolina.

A gestão de frotas é a saída coerente para essas dores, uma vez que permite o planejamento de rotas, garantindo maior segurança aos veículos e motoristas. Bem como a economia de recursos – incluindo o uso de pneus – devido aos trajetos otimizados e maior aproveitamento do veículo.

Afinal, quando um caminhão roda vazio, isso também significa prejuízo, pois ainda gasta recursos para circulação, ainda que não esteja carregado. 

Por que a tecnologia é indispensável na logística industrial?

Como falamos, contar com as melhores ferramentas de mercado faz parte da gestão da logística industrial. Por isso, é importante utilizar um sistema de gestão da qualidade e ter uma equipe treinada e motivada.

Quanto às tecnologias disponíveis, existe uma série de ferramentas no mercado. Para escolher, é preciso pensar nas opções que melhor se adequam ao planejamento e controle de processos. Principalmente no que diz respeito à automação, que permite que tarefas sejam executadas pelo próprio sistema, evitando falhas humanas.

Entre os softwares que exploram o conceito de automação na geração dos controles e troca de informações está o checklist digital. Ele viabiliza a criação de listas de aprovação personalizadas, que podem ser controladas até mesmo por imagens, favorecendo o monitoramento em tempo real e a assertiva análise de informações.

Com maior segurança em estratégias definidas e tomadas de decisão, a gestão da logística industrial se torna mais eficiente.

As informações não podem ser perdidas, burladas ou invadidas, e a troca de dados acontece de forma muito mais fluida, isto é, padronizada e integrada – favorecendo a comunicação entre todos os times. Assim, o controle da operação é feito como um todo, e o gestor tem percepção 360º sobre as etapas da logística industrial. 

Dicas de tecnologias para a logística industrial

Se você está em busca dos melhores resultados em todas as etapas da cadeia logística, confira então quais são as principais inovações para o setor! 

Inteligência artificial

Aqui, não se trata somente de automação, mas sim de um software que faz cálculos de acordo com um conjunto de parâmetros. Isso significa, por exemplo, que linhas de produção podem ser ainda mais ágeis com a IA, através de máquinas a prova de erros.

Afinal, ela consegue identificar processos fora dos padrões e recusá-los, tomando por si mesma essa decisão. Peças com defeito podem ser descartadas mesmo sem supervisão. E, caso seja necessária uma avaliação humana, a máquina para toda a produção. 

Machine Learning

É parecido com o conceito de IA, mas essa tecnologia ainda vai além: ela permite que as próprias máquinas possam aprender com a operação, seguindo um conjunto de critérios, parâmetros e um histórico de dados.

Geralmente, é aplicada na logística industrial em processos rotineiros, ou seja, operações contínuas, que precisam ser feitas periodicamente e de forma repetitiva. É o caso do cálculo de previsão de demanda quando feito por um software que, identificando o padrão, consegue replicá-lo da melhor maneira possível, respeitando sazonalidades, disponibilidade, prazos e quantidade estocada. 

Big Data

Não se trata exatamente de um sistema, mas sim de uma tecnologia que auxilia no tratamento, análise e obtenção de informações, a partir de conjunto de dados muito grandes, geralmente difíceis de serem processados de forma tão ágil por ferramentas tradicionais.

Com foco em gestão, é uma tecnologia que viabiliza a interpretação de grandes e variados volumes de dados. 

Checklist online

Conforme mencionamos acima, o checklist digital é uma boa alternativa para a gestão da operação, centralizando informações que podem ser consultadas e analisadas pelo gestor. Hoje, muitas empresas ainda aplicam seu checklist manualmente, por meio de papel, planilhas de Excel e ferramentas básicas de controle.

Porém, com o checklist online, um sistema completo e alocado em nuvem, o monitoramento é muito mais completo. As informações ficam seguras em local criptografado e podem ser acessadas por login e senha de onde e quando o gestor precisa.

Além da organização de processos e automação de etapas da operação, uma ferramenta para checklist digital como o Checklist Fácil permite a criação de checklists personalizados, que podem até conter imagens. Os dados podem ser manipulados de diversas formas, garantindo a assertividade na gestão. 

Aqui, vamos comentar as 3 principais funcionalidades do Checklist Fácil pensando na logística industrial: 

Módulo de rotas

Como falamos, o controle de trajetos é essencial para a correta logística industrial. Assim, é possível utilizar a ferramenta para monitoramento da operação, identificando melhores rotas e tornando as entregas mais produtivas.

Carregamentos e descarregamentos também podem ser otimizados por meio de controle com checklist online. Além disso, o checklist pode ser aplicado no controle de estoque, o que também favorece a organização no transporte de cargas, seja de matéria-prima ou do produto fabricado. 

Criação de relatórios

O Checklist Fácil favorece a criação de documentos específicos para diversas finalidades, segundo a necessidade do gestor. É possível cruzar informações e analisar detalhes da operação, ou mesmo os processos em conjunto. É uma forma de garantir uma tomada de decisão mais clara. 

Workflow

Trata-se de um módulo que promove a eficiência do fluxo de trabalho. Isso porque ele permite criar uma sequência de checklists que devem ser aplicados. 

Com isso, mesmo quando mais de um setor está envolvido em determinado processo, é possível garantir que as etapas serão cumpridas adequadamente.  

Logo, o Checklist Fácil favorece a fluidez da operação, uma vez que tudo está integrado. 

Como agilizar o processo da logística industrial?

Existem algumas ações importantes para otimizar o setor da logística em uma indústria, além da automação da rotina. A saber: 

Mapeamento de processos

O mapeamento de processos é tarefa de lei para identificar os gargalos desagradáveis. É por meio dele que se poderá aprimorar o desempenho dos serviços, uma vez que as soluções só podem ser aplicadas após a constatação dos problemas.

Saber como funciona cada etapa do processo produtivo, portanto, é o primeiro passo para agilizar processos. É isso que vai dar maior flexibilidade à cadeia de suprimentos

Otimização de espaço

Fazer melhor uso dos galpões, armazéns e do layout das linhas de produção é fundamental para acelerar a operação. Portanto, mantenha estoques ordenados, com uma coerente sequência de entrada e saída de matéria-prima, bem como de mercadorias. 

Redução de desperdícios

Movimentações desnecessárias não só são onerosas como também interferem no cumprimento de prazos. Portanto, além do planejamento de rotas para distribuição externa, também é preciso pensar em movimentações internas.

Desta forma, cada colaborador pode executar sua função de forma íntegra e objetiva, sem ter que mudar constantemente de posição. Evitando, assim, demoras nos processos, bem como riscos à sua saúde e acidentes ocupacionais. 

Como a logística estratégica impacta nos resultados da operação?

Sendo a logística industrial um vasto conjunto de ações, é importante lembrar que ela tem impacto direto sobre o produto final. Ou seja, todas as atividades que a compõem influenciam na compra em si, seja qualidade do produto, preço, embalagem ou proteção.

É por isso que empresas que desejam ter um fluxo de caixa saudável precisam se dedicar à otimização da logística industrial.

Além disso, toda essa cadeia logística é primordial para o desenvolvimento econômico do país, e da própria empresa – em um mercado onde, cada dia mais, os ágeis e primorosos têm a preferência do consumidor.

Nesse cenário, a inovação transforma a rotina industrial e agrega valor à marca, pois é orientando-se ao futuro, com foco nas demandas do cliente, que as empresas se destacam e sobrevivem a quaisquer crises que já existem ou ainda possam surgir.

Ao aplicar boas práticas para aprimorar os processos, a logística industrial também contribui para o cuidado com o meio ambiente, com foco na redução de desperdícios e movimentações desnecessárias, assim como a eliminação de tarefas improdutivas, o que gera economia para investir em outros aspectos da produção. 

Apesar de complexo e de tamanha importância, a eficiente gestão da logística industrial está ao alcance de qualquer gestor que deseja agilizar processos e economizar recursos com a automação. Basta agendar uma demonstração gratuita do Checklist Fácil!

Especialista em Produto em Checklist Fácil
Especialista na solução Checklist Fácil, procuro colocar em cada conteúdo minha experiência e conhecimento. Assim, ajudo as empresas e seus colaboradores a terem mais qualidade e eficiência no trabalho.
Luciana Silva

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *