Visual Merchandising: 4 dicas para sua loja aumentar as vendas

O visual merchandising está ligado a toda a apresentação da loja, do exterior ao seu interior. Leia mais!

ícone autor blogpost Luciana Silva ícone data de postagem e atualização12/05/2016 ícone data de postagem e atualização04/05/2020 ícone comentários0 comentários ícone categoria principal Padronização ícone tempo de leitura 2 minutos
Compartilhe este Post  : 

Mas não é apenas uma questão de arquitetura e decoração. Colocar o visual merchandising em ação é planejar a apresentação dos produtos a cada nova coleção.

Por exemplo, da vitrine às estratégias de disposição e cores do que será exposto nas araras e prateleiras. A intenção é oferecer ao cliente uma experiência de compra marcante – ainda que ele esteja, a princípio, só olhando os produtos.

O visual merchandising carrega a imagem da marca para o consumidor. Esse processo acontece através das escolhas de disposição da mercadoria, cheiros, texturas e sons utilizados no ambiente. Iluminação, displays, música ambiente – tudo pode ser usado para criar um ambiente confortável que estimule a compra.

Confira como o visual merchandising pode ajudá-lo a aumentar as vendas

1. Pense na loja como um todo

Na hora de planejar a melhor forma de apresentar seus produtos e sua marca, leve em consideração todos os elementos ligados à experiência do cliente. Ou seja, além da vitrine, o chão, corredores, sinalização, precificação, sonorização e iluminação devem ser considerados. Faça um checklist de tudo o que influencia a venda – com foco no cliente –, reforce o que sua loja já tem e corrija os erros.

2. Cuide da harmonia visual do seu espaço

Cerca de 80% dos nossos primeiros estímulos são visuais. Por isso, é muito importante ter cuidado com a estética, cores e formas utilizadas para expor os produtos. As imagens utilizadas nos displays e banners, tipos e tamanhos de produtos expostos em cada ponto devem ser harmoniosos para não causarem poluição visual e rejeição no cliente.

Um visual confortável convida o cliente a permanecer mais tempo na loja e ver mais opções de produtos. Por exemplo, estima-se que ele compre 40% mais que o planejado quando se sente bem em um ambiente de compras.

3. Invista em mais temas que os sazonais

Seja criativo. Ou seja, não trabalhe apenas com as datas preestabelecidas no varejo, como Natal, Dia dos Namorados, Dia das Mães ou mudanças de estação. Pense em temas que possam agradar ao seu cliente e reforçar sua marca, dando um visual bonito e atrativo à sua loja durante todo o ano.

Todo mundo adora uma novidade e temas criativos. Podem estar ligados ao lançamento de um filme muito esperado, locais para viajar e estilos musicais, por exemplo. Ou seja, de alguma forma despertam no seu cliente a expectativa da próxima campanha. Também é um convite para ele dar uma passadinha na loja sempre que estiver por perto.

4. Conheça os pontos quentes e frios da loja

Saiba quais são e entenda por que alguns pontos da sua loja vendem mais e outros vendem menos. Cada parte da sua loja deve ter um vendedor, e identificar as razões do sucesso ou fracasso de um ponto vai ajudá-lo a explorar melhor esse espaço. Às vezes, a questão é o tipo de produto exposto e uma troca simples pode aumentar a venda tanto dos que já têm muita procura quanto dos que precisam ter mais saída.

Agora que você já sabe o que é o visual merchandising, aproveite todas as oportunidades que ele oferece para aumentar suas vendas.

Confira, ainda, por que você deve padronizar os processos em sua loja!

E aí, gostou do nosso post de hoje? Faça como grandes marcas do varejo – Adidas, Riachuello, C&A e Centauro: solicite uma demonstração da Checklist Fácil!

Luciana Silva

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *