O que é SIPAT e como organizar o evento na empresa

A Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho é um marco para promover a saúde ocupacional e a segurança do trabalho nas empresas.
Atualizado em: 13 de outubro de 2022
Tempo de leitura: 4 minutos

Prevenir acidentes é mandatório para empresas comprometidas com a saúde e o bem-estar no trabalhador. Ademais, é característica daquelas que já compreenderam o valor de monitorar riscos, evitando afastamentos e multas que pesam no bolso. Nesse sentido, a SIPAT é uma das ferramentas mais importantes para a Saúde e Segurança do Trabalho.

Afinal, é por meio da SIPAT que a empresa pode otimizar a gestão através da conscientização dos colaboradores. Assim, aumenta-se a qualidade na execução das tarefas, ao mesmo tempo em que se garante a segurança de cada profissional. 

Mas, afinal, o que é SIPAT?

SIPAT é a sigla para Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho. Ela é organizada por um comitê da própria empresa, a fim de conscientizar todos os colaboradores sobre prevenção de acidentes no ambiente de trabalho. 

O comitê em questão nada mais é do que a CIPA, Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho. Ela é formada por um grupo de colaboradores responsáveis por desenvolver as ações desse tema dentro da empresa.

A SIPAT é obrigatória por lei e está prevista na Norma Regulamentadora que estabelece a obrigatoriedade da CIPA, a NR 5. A norma determina que a CIPA deve promover a SIPAT pelo menos uma vez ao ano, em conjunto com o SESMT, quando houver.

Assim, empresas com mais de 20 colaboradores precisam organizar uma SIPAT uma vez por ano, todos os anos. Como o próprio nome diz, a duração da SIPAT é de pelo menos uma semana, obrigatoriamente.

Ao longo dos dias do evento, os trabalhadores participam de diversas atividades, como treinamentos, palestras, dinâmicas de grupo, oficinas e jogos, sempre tendo em vista a prevenção de acidentes de trabalho. 

Quais os objetivos da SIPAT?

O principal objetivo da SIPAT é divulgar, orientar e promover a prevenção de acidentes, segurança e saúde no trabalho. Assim, também fica a cargo da SIPAT relembrar anualmente esses conhecimentos, que podem ser esquecidos no dia a dia.

Além disso, a SIPAT dissemina tais informações entre os colaboradores contratados entre o período da SIPAT atual em relação ao ano anterior. Ou seja, alinhando as diretrizes entre todos, dos profissionais mais antigos aos recém-contratados.

Com a SIPAT, fica mais fácil para o colaborador reconhecer e corrigir práticas inadequadas em sua rotina, fortalecendo o vínculo de confiança e motivação entre funcionário e empresa. 

Vale lembrar que a SIPAT não é só uma semana de palestras e festas, mas sim um evento de extrema importância que deve ser muito bem planejado, como veremos adiante. 

Por que a SIPAT é tão importante?

Além de ser uma exigência legal, a SIPAT é um excelente recurso para aumentar a qualidade na execução de tarefas, ao mesmo tempo em que se reduz riscos e casos de afastamento, paralisações e até indenizações. 

Mas o principal interesse da SIPAT é justamente a proteção da vida. Isso porque quase 2 milhões de pessoas morrem a cada ano de causas relacionadas ao trabalho, de acordo com as estimativas conjuntas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Como promover a SIPAT na empresa?

Saúde e Segurança do Trabalho é um tema que deve estar em pauta diariamente nas empresas, mas é na SIPAT que a empresa deve dedicar esforços em promover ações eficazes sobre o tema. E não só apenas em relação às obrigatoriedades estabelecidas em norma.

A CIPA, representando tanto empresa quanto colaboradores, precisa se empenhar em promover, diariamente, uma cultura de prevenção e fortalecê-la na SIPAT através de uma programação bem elaborada e com propósito.

Para isso, há alguns passos essenciais para uma SIPAT de sucesso:

Planeje

Toda a semana da SIPAT deve ter uma programação. Ou seja, são diversas ações que devem ser planejadas e, por isso, o evento deve ser pensado com antecedência. 

Defina a data, os temas que serão tratados e em quais atividades serão abordados, os recursos financeiros necessários e quem são os responsáveis por cada tarefa. Com isso em mãos, elabore um cronograma. 

Defina parceiros

A partir dos temas que serão abordados na SIPAT, escolha figuras de peso em suas áreas de atuação para tratar desses assuntos. Assim, garante-se que a mensagem seja passada da melhor forma possível. 

Comunique

A SIPAT só funcionará se os colaboradores se motivarem pelo evento, não tendo que comparecer somente pela obrigação. A divulgação interna deve ser bem-feita, deixando clara a programação do evento, seja via intranet, murais, cartazes, faixas, etc.

Documente e registre os feedbacks

Tudo o que acontecer no evento deve ser documentado e gerar um relatório final com as deliberações inerentes, além da lista de presença. 

Quais temas abordar na SIPAT?

A SIPAT deve ser elaborada com base na necessidade de cada empresa, respeitando o segmento e tamanho do negócio. Afinal, as demandas entre diferentes setores nem sempre são as mesmas, e trabalho da prevenção torna-se muito particular para cada ecossistema. 

O primeiro passo para identificar os temas certos é buscar acidentes e afastamentos já registrados na companhia. 

Tenha em mente que ao menos metade das ações devem estar relacionadas à prevenção de acidentes e doenças do trabalho. A outra metade, portanto, fica por conta dos assuntos relacionados à prevenção e promoção da saúde. 

Uso correto de EPCs e EPIs, atividades físicas e qualidade de vida, sexualidade, prevenção de combate a incêndio, tabagismo, alcoolismo, saúde mental e alimentação saudável são apenas alguns dos tópicos mais interessantes. 

Além disso, a CIPA vigente deve apresentar um tema obrigatório: o relatório sobre todas as atividades desenvolvidas ao longo do ano. Isto é, análise de resultados de campanhas, dificuldades encontradas, novas propostas, entre outras questões. 

Quais os benefícios da SIPAT?

Entre as principais vantagens do SIPAT nas empresas além da redução de acidentes e afastamentos, estão:

  • Melhora no clima organizacional;
  • Colaboradores treinados e mais produtivos;
  • Gestão alinhada com as necessidades de prevenção e preparada para as devidas cobranças aos trabalhadores nesse sentido;
  • Fortalecimento da marca no mercado de trabalho como empresa almejada para se trabalhar, o que otimiza o recrutamento e evita o turnover;
  • Melhores resultados financeiros;
  • Etc.

Como um checklist pode ajudar na organização da SIPAT?

Hoje, a tecnologia é grande aliada dos profissionais da CIPA na gestão da segurança do trabalho, incluindo a elaboração da SIPAT. Com o Checklist Fácil, todo o processo de aprovações é automatizado. 

Com um checklist online, é mais fácil encontrar não conformidades e iniciar planos de ação eficientes, de acordo com a necessidade de cada operação – uma vez que os checklists podem ser personalizados. 

Eles ainda podem conter mídias, gerar workflows e agendamentos, além de relatórios completos para análise do comitê.

Agende uma demonstração do Checklist Fácil e garanta uma SIPAT excelente na sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o software Checklist Fácil:

Categorias

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.