Gestão de salão de beleza: 11 dicas para o seu negócio crescer

Quer otimizar a administração do seu negócio, alcançando os melhores resultados, se destacando do mercado e perpetuando sua marca para os próximos anos? Confira essas dicas de gestão de salão de beleza!
Atualizado em: 13 de dezembro de 2022
Tempo de leitura: 7 minutos

O mercado de salões de beleza e estética está em constante evolução. Principalmente porque a crise gerada pelo pandemia de Covid-19 e suas respectivas medidas de contenção impactaram diretamente esse setor. É por isso que, hoje, a gestão de salão de beleza é tão importante.

Afinal, sem um bom planejamento e ações de controle e aumento do faturamento, é impossível pensar em crescimento ou até mesmo na sobrevivência do negócio. Ainda assim, é uma área fortalecida no Brasil, pois sempre existe demanda por esses serviços.

Portanto, para que o negócio dê certo é preciso focar em eficientes formas de gestão de salão de beleza e clínica de estética. Neste artigo, trouxemos as principais dicas para fortalecer seu controle e garantir os melhores resultados com as ferramentas certas. Boa leitura!

 O que é e como funciona a gestão de salão de beleza?

Quando se fala em gestão, refere-se à administração de um negócio, bem como todos os recursos inerentes a ele e que são vitais para sua existência. No caso do salão de beleza, por exemplo, trata-se da administração de pessoal, equipamentos, fornecedores, parceiros e atendimento ao público, sem esquecer da gestão financeira para salão de beleza.

Administrar um negócio como esse, no entanto, está longe de ser uma tarefa fácil. Isso porque a maioria que empreende nesse segmento é também o próprio profissional responsável pelos cortes ou outros procedimentos estéticos do lugar.

Nesse sentido, é comum encontrar falhas de gestão relacionadas ao planejamento, estrutura, controle de custos e atendimento aos clientes, além de relacionamento com o próprio time.

Qual é a sua importância?

Tal como os mais variados ramos de negócio, os salões de beleza sofreram os impactos da pandemia. Por todo o Brasil, esses estabelecimentos foram impedidos de abrir as portas, o que causou diversos problemas para o equilíbrio financeiro desses negócios.

Ainda assim, a recuperação econômica desse ramo de atividade vem apresentando números animadores. De acordo com a revista eletrônica Pequenas Empresas Grandes Negócios, esse mercado cresceu cerca de 10% nos últimos 10 anos.

Nesse contexto, mesmo após um cenário de crise, a expectativa é a de que negócios que consigam manter uma eficiente gestão de salão de beleza consigam sobreviver e até crescer, superando a crise.

Ou seja, aqueles que possuírem total domínio sobre suas empresas e adotarem as melhores estratégias de gestão e aumento de serviços evoluirão no cenário brasileiro.

9 dicas para fazer uma eficiente gestão de salão de beleza

Com tamanha importância, é imprescindível conhecer todas as tendências de gestão para o ramo. Listamos as principais para que você tenha insights sobre como otimizar sua administração. Confira:

1. Atendimento de qualidade

Logo de primeira destacamos o atendimento como fator que deve ser levado em conta na sua gestão de salão de beleza. Isso porque é por meio da fidelização do público-alvo que esse tipo de negócio consegue se destacar e crescer, mantendo-se por longos anos no mercado.

Hoje, há várias formas de atender e se relacionar com sua clientela, facilitando o seu dia a dia e agregando valor ao seu serviço.

Agendamento online: com a praticidade do dia a dia, é preciso que a pessoa gestora do salão estruture canais que auxiliem sua clientela ao entrar em contato com o salão e marcar horário para os procedimentos. Por isso, invista em agendamentos por aplicativo, site, rede social ou Google Reserve.

Lembretes de agendamento: além da facilidade para entrar em contato com o seu salão, é bacana manter um relacionamento com o clientes, relembrando-o com antecedência de um ou dois dias do agendamento realizado. Pode-se usar o canal que o cliente preferir, seja SMS, e-mail ou notificações por rede social.

Construção de relacionamento: há ainda a opção de cadastrar seus clientes em um sistema, caso tenham interesse em manter um histórico com o salão. Assim, é possível registrar fotos dos últimos trabalhos, bem como armazenar preferências e observações em atendimentos já realizados. Isso também ajuda a relembrar datas de aniversário e criar condições especiais para atrair o cliente.

2. Experiência do cliente

Aproveitando o tópico anterior, é importante pensar nas impressões que o seu cliente tem sobre seu serviço como um todo, levando em conta não apenas o tipo de atendimento, como também a qualidade do local e o serviço prestado.

Cuide da qualidade de cadeiras e equipamentos, bem como se certifique de trabalhar com produtos, como cosméticos, de excelência. Mantenha em seu estoque alternativas para casos específicos, como produtos hipoalergênicos, por exemplo.

Olhe para dentro do seu estabelecimento e pontue tudo o que pode melhorar, a fim de garantir uma experiência que faça o cliente querer voltar!

3. Diferenciais na prestação do serviço

Isso também faz parte do cuidado com a experiência do cliente, ainda que não se restrinja somente ao caso do salão de beleza. Seja qual for o ramo do negócio, é preciso mostrar diferenciais para que o consumidor prefira o seu estabelecimento em vez de um de seus concorrentes.

Pequenos detalhes podem fazer a diferença, seja a música ambiente ou o famoso cafezinho. No entanto, o que realmente pode impactar na decisão são as promoções e os programas de fidelidade que você pode implementar na sua gestão.

Ambientes confortáveis para a espera, conexão com rede wi-fi do seu salão, também são boas pedidas para tornar o espaço mais receptivo.

4. Diversas formas de pagamento

A pandemia serviu para revelar um detalhe importante, e que fez muita diferença no modo como alguns negócios vinham sendo administrados até então: a variedade de possibilidades na forma de pagamento. Afinal, com a necessidade de distanciamento e higienização de itens, se tornou comum utilizar cartões, aplicativos para celular e até o PIX como formas de pagar pelo serviço.

Isso elimina eventuais barreiras que fazem os clientes desistirem de fazer algum procedimento por conta da forma de pagamento. Por isso, estabelecimentos que só recebem em dinheiro ficaram no passado!

O melhor é que a digitalização e variedade de formas de pagamento, hoje em dia, trazem ainda mais segurança para o gestor do salão.

5. Variedade de procedimentos

Outra forma de se destacar no mercado é oferecer diversas possibilidades e experiências em um mesmo lugar. Além da comodidade, isso traz economia de tempo para o cliente, que consegue resolver tudo o que precisa em um só lugar.

Também é possível pensar em promoções que podem acontecer ao adquirir um combo com dois ou mais procedimentos, como manicure e corte de cabelo, por exemplo. Há também serviços como dia de beleza, massagem e depilação, que podem aproveitar datas comemorativas para a criação de campanhas atrativas.

O ideal é que o consumidor não veja seu negócio como mais do mesmo, apenas mais um estabelecimento do ramo de beleza, mas sim um ambiente distinto, que agregue valor.

6. Parcerias

Como você já deve ter percebido pelo item anterior, diversificar os serviços prestados é estratégia importantíssima para a gestão de salão de beleza.

Mas nem sempre o salão consegue dar conta de fazer a contratação formal de todos os profissionais necessários para isso. Muitos, inclusive, operam através de certificação MEI, como microempreendedores individuais.

É aí que entram as parcerias, isto é, quando outros profissionais com diferentes especializações utilizam o seu espaço para fornecer produtos e serviços aos seus clientes, de forma complementar ao seu trabalho.

Para isso, tenha apenas bastante cautela nos profissionais escolhidos para suas parcerias. Afinal, uma escolha errada pode prejudicar a imagem do seu salão. Os profissionais devem cumprir horários, respeitar clientes e manter o clima do seu negócio.

7. Gestão de colaboradores

Isso não significa que não haverá contratações. Em salões maiores, por exemplo, é comum ter que investir em pessoal.

Tenha em mente que a equipe é a alma do seu negócio e também será responsável pelo atendimento e pela experiência do cliente tanto quanto você e seus parceiros.

Além disso, é preciso definir horários para entrada e saída que devem ser cumpridos de acordo com a jornada semanal estabelecida, com seus respectivos horários para refeições e descanso respeitados.

8. Marketing digital

Segundo a SBSB, cerca de 75% dos donos de salões de beleza e cabeleireiros passaram a usar as redes sociais para vender seus produtos e compensar a queda na arrecadação.

Mesmo com a escassez de recursos e falta de capital de giro para investir, provocadas pela pandemia, 44% dos proprietários passaram a oferecer novos itens nesse período.

Com isso, é possível concluir que ter um canal digital para comunicar promoções, novidades, lançamentos e exposição da sua marca é uma estratégia certeira para sua gestão. Afinal, estamos na era da informação, em que a principal forma que as pessoas buscam por produtos e serviços é pela internet.,

Assim, é interessante pensar na criação de um site ou no fazer o cadastramento do seu salão no Google Meu Negócio. Dessa forma é possível gerenciar suas informações mostradas nesse buscador, além de ser encontrado no mapa disponibilizado pelo gigante de buscas.

9. Precificação

Eis aqui um ponto que qualquer gestor deve ter bastante cuidado! Para fazer a precificação, é preciso analisar, primeiramente, dois elementos: custos e região.

Por isso, estude todos os seus custos e despesas fixas e variáveis até chegar a um valor mínimo que pode ser cobrado pelos seus serviços. Depois, avalie o mercado da região em que está localizado o seu salão. Afinal, não adianta fazer um levantamento de dados e chegar a um valor fora da média dos outros salões de beleza próximos a você.

Vale ressaltar que é fundamental que eles sempre flutuem de acordo com a média praticada no mercado. Cobrar muito pouco, mesmo que não gere prejuízos, pode ser visto com desconfiança pelos clientes, uma vez que eles podem associar preço baixo à pouca qualidade. 

10. Gestão financeira

A gestão financeira para salão de beleza é tão importante quanto a qualidade técnica dos serviços prestados. Isso porque, sem ela, a saúde financeira do negócio é prejudicada, o que faz com que o salão não fique por muito tempo aberto no mercado.

Para isso, é importante ter os cálculos em dia, de preferência com auxílio de sistema automatizado, que garante a assertividade de dados. Com ele, é possível gerar relatórios que ajudarão nas tomadas de decisão, bem como na realização do fechamento do dia e o controle do fluxo de caixa.

Além disso, é preciso fazer o controle de compras ligado com as informações de estoque, para uma eficiente gestão de estoque.

11. Investimento em software

No último tópico, levantamos uma questão que é essencial para a gestão de negócios que desejam crescer no mercado hoje em dia: o uso de automação para otimizar o controle de dados e aplicação de planos de ação.

Sem a tecnologia, as empresas precisam operar por meio de controles manuais, seja no caderninho ou em planilhas do Excel. Isso acarreta em dois problemas:.

Primeiro, na falta de integração de informações, o que torna difícil visualizar o negócio como um todo — como é o caso de estoque e compras.

Em segundo lugar, pela falta de assertividade de informações, uma vez que estão suscetíveis a erros humanos e retrabalhos quando o controle é feito de forma manual.

Como usar o Checklist Fácil na gestão de salão de beleza?

O Checklist Fácil nada mais é que um software para checklist digital, que permite a criação de listas de verificação de processos, insumos e até mesmo de equipes. Ao automatizar essas tarefas, é possível ter um controle de serviços prestados muito maior.

Assim, ele é uma poderosa ferramenta para garantir qualidade no salão de beleza, além de contribuir para a higienização e segurança do ambiente, uma vez que também é possível aplicar checklists e planos de ação que padronizam tarefas nesse sentido.

Ele também pode ser utilizado para implementação de pesquisas de satisfação de clientes, uma vez que também são formulários que podem ser preenchidos e analisados e relatórios gerenciais.

Esses relatórios, inclusive, permitem cruzar dois ou mais dados diferentes para gerar insights e visualizar cenários, ideal para o gestor que deseja identificar falhas internas a fim de solucioná-las, bem como encontrar oportunidades de melhorias.

Toda a gestão é facilitada com processos bem definidos, que podem ser acompanhados em tempo real.

Quer conhecer a ferramenta na prática? Basta agendar uma demonstração gratuita do Checklist Fácil para otimizar a gestão do seu salão de beleza, aplicando as dicas de gestão de forma eficiente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o software Checklist Fácil:

Categorias

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.