Recibo de Prestação de Serviço: o que você precisa saber

A emissão do recibo após a prestação de um serviço é uma segurança tanto para quem realiza a atividade quanto para quem contrata.
Atualizado em: 22 de dezembro de 2022
Tempo de leitura: 4 minutos

O recibo de prestação de serviço costuma ser um documento exigido por empresas e até mesmo pessoas físicas quando contratam um serviço para um imóvel.

De modo que, o prestador faça corretamente o registro de quanto cobrou pelo trabalho executado. Oferecer recibo de pagamento para seu cliente demonstra profissionalismo.

E dá garantia ao cliente sobre o serviço que foi prestado. Por isso, nós vamos te explicar mais sobre o recibo de prestação de serviço, para que saiba como usar essa ferramenta para valorizar o seu trabalho.

Recibo de prestação de serviço: quando é preciso emitir?

Ao contrário daquilo que muitos imaginam, na prática, é necessário emitir um recibo sempre que um serviço for prestado para alguém.

Mesmo quando o valor é pequeno, o recibo é uma segurança para todos os envolvidos na prestação de serviço.

Por isso, é importante que todo profissional prestador de serviços saiba que deve emitir recibo para seus clientes independentemente do valor do trabalho executado. E por isso, nós vamos te dar mais à frente um modelo de recibo de pagamento para utilizar em seus atendimentos.

Recibo não é o mesmo que nota fiscal

A nota fiscal é um documento contábil oficial. Uma nota fiscal tem como objetivo comprovar que houve a prestação de um serviço, mas não comprova necessariamente a quitação do pagamento, muito embora seja habitualmente usada como comprovante de pagamento.

Atualmente existem empresas que só emitem ou só entregam a nota fiscal após ter recebido o pagamento pelo serviço. Entretanto, é importante ter clareza de que recibo e nota fiscal são dois documentos diferentes e que ambos apresentam a sua importância.

Leia também:

O que precisa constar no modelo ideal para recibo de prestação de serviço?

O modelo recibo é relativamente simples e pode ser feito até mesmo no word em alguns minutos.

Além disso, é comum encontrar modelos de recibos prontos em papelarias, para preencher somente os campos em branco com os dados e entregar o recebido para cliente.

Se quer produzir o seu próprio recibo, é muito simples! Abra um arquivo Word em branco para começar. Na sequência, descreva o recebimento discriminando o serviço prestado. Por exemplo:

Eu, (nome da pessoa que receberá o pagamento), recebi de (nome da pessoa ou empresa que está pagando) a importância de (valor pago), pelos serviços de (descreva o que foi feito para gerar o pagamento).

É importante adicionar também a data, local de prestação do serviço e assinatura das partes envolvidas.

Quando o pagamento é feito de forma parcelada, também é possível inserir no documento os demais detalhes, informando todos os dados sobre como o pagamento está sendo executado.

É possível imprimir vários recibos já pré-preenchidos deixando apenas os campos que são variáveis com espaço em branco para o preenchimento.

Dessa forma, você terá sempre cópias consigo, para ir entregando os recibos conforme presta os serviços em seus atendimentos diários.

Ao final do recibo, sempre é importante assinar e adicionar data. Justamente para que o documento esteja completo. O ideal é que os dois citados no recibo assinem.

Sempre deixe espaço para valores escritos em números e por extenso

Um aspecto importante e que costuma ser negligenciado, é que os valores descritos no recibo precisam ser escritos em números e na sequência por extenso, por exemplo, R$250,00 (duzentos e cinquenta reais).

Segundo a legislação nacional, quando existe divergência no recibo entre o valor escrito numericamente e o valor escrito por extenso, sempre prevalece o descrito por extenso. É sempre importante conferir para evitar problemas de digitação em seu recibo.

Ler antes de assinar qualquer documento conferindo as informações é fundamental. Dessa forma, é possível se proteger de falhas.

Exemplo de recibo de prestação de serviço completo

Quer estruturar seu recibo de prestação de serviços e ainda não entendeu como organizar todas as informações? Então confira o modelo seguinte:

Eu, (nome de quem recebe a quantia), inscrito(a) no CPF sob o nº (preencha seus dados), recebi de (nome da pessoa ou empresa que realizou o pagamento), inscrito(a) no CPF sob o nº (ou CNPJ), a importância de R$ XXX,XX (valor por extenso), pelos serviços de (descreva o serviço), não restando nenhum pagamento pendente.

(Localidade), (dia) de (mês) de (ano).

(assinatura)
(nome do recebedor)

(assinatura)
(nome do pagador)

Esse é o modelo mais completo de recibo, que pode ser preenchido com seus dados como nome completo, CPF e cidade onde atua. Aproveitando para deixar os outros espaços em branco e preencher conforme executa os serviços.

Deixe sempre um bom espaçamento para completar as informações por escrito, garantindo que tenha um recibo bem organizado para entregar para seu cliente.

E não se esqueça que, os recibos sempre devem ser feitos em duas vidas. Dessa forma, poderá oferecer um para seu cliente e guardar outro como comprovante. Fazer o recibo de prestação de serviço no word é simples e fácil, permitindo que você imprima várias cópias e possa sempre entregar o documento ao cliente após concluir um atendimento.

Prestação de serviços para empresas

prestador de serviço não precisa obrigatoriamente ter empresa aberta para que possa prestar serviço para empresas. Nesses casos, a contratação pode ser feita por meio de RPA ou seja, recibo de pagamento autônomo.

A empresa contratante deve emitir o Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) para substituir a nota fiscal de serviços quando o prestador não tem empresa aberta e não emite nota avulsa na prefeitura.

A responsabilidade da emissão do RPA é sempre da empresa contratante e o profissional que deseja realizar a prestação de serviço deverá fornecer os dados para o documento ser preenchido.

Dessa forma, é possível estabelecer que o trabalho foi executado de forma legalizada, esporádica e sem vínculo.

Evitando que posteriormente o prestador de serviços possa contestar qualquer questão na justiça causando prejuízo para a empresa em questão.

Com a emissão do RPA, a empresa contratante pagará todos os impostos que se aplicam. Portanto, é um cuidado importante para ambas as partes que a documentação esteja correta e em dia.

Aproveite que agora já sabe mais sobre recibo de prestação de serviço e atue de acordo com a legislação, sempre oferecendo o documento aos seus clientes para ter comprovantes que dão segurança para ambos os envolvidos.

*Conteúdo produzido pelo Sienge, em parceria com a Checklist Fácil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o software Checklist Fácil:

Categorias

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.