Saiba como movimentar o estoque parado da sua loja

Manter uma grande quantidade de produtos parados no estoque pode acarretar contaminações, perdas e prejuízos financeiros.
Atualizado em: 7 de julho de 2023
Tempo de leitura: 4 minutos

Não é à toa que o estoque é parte essencial de muitas empresas. Nele ficam concentrados produtos, insumos e diversos outros componentes importantes para o processo comercial. Quando somados, esses itens podem representar um valor bastante significativo do patrimônio, se não o maior.



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.

Entende-se, portanto, que manter o estoque parado é o mesmo que contabilizar prejuízos. Além de perder valor nas prateleiras, os produtos precisam ser armazenados e conservados adequadamente.

Empresas que lidam apenas com produtos não perecíveis costumam ter menos riscos e as perdas porque os itens não sofrem muito com a degradação do tempo. Isso não vale para comércios que trabalham com mercadorias que se contaminam facilmente e possuem um prazo de validade curto.

Então, como movimentar o estoque parado da loja e impedir prejuízos materiais e financeiros? É o que você verá neste artigo!

O que significa “estoque parado”?

O termo estoque parado, ou estoque obsoleto, é usado para classificar todos os produtos que não estão vendendo na loja. As razões que levam ao estoque parado, geralmente, são:



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.
  • Baixa demanda do mercado;
  • Mudança nas preferências do cliente;
  • Aquisição exagerada de produtos.

O estoque obsoleto pode se tornar bastante problemático, seja em questões financeiras ou logísticas. As mercadorias paradas requerem um espaço significativo para armazenamento, bem como investimentos constantes para sua adequada conservação. 

Como identificar um estoque parado

Para identificar o estoque parado, a empresa precisa realizar o monitoramento constante dos itens. Essa prática consiste em avaliar o período exato em que as mercadorias deram entrada no estoque, acompanhar o seu fluxo de saída e controlar o tempo de armazenamento dos produtos. 

Realizar atualização do inventário também pode ser uma estratégia interessante para a loja apontar se há ou não um excesso de estoque.

LEIA TAMBÉM | Tipos de estoque: conheça os 8 principais e veja dicas para gerenciá-los

Análise de causas do estoque parado

Mudanças de comportamento do cliente e baixa demanda são alguns fatores que contribuem para o estoque parado. Mas existem outras causas. Erros de previsão de demanda, falta de planejamento de compras, mix de produtos inadequado e até mesmo períodos de sazonalidade, por exemplo, podem contribuir para a loja sofrer com o estoque obsoleto. 

Uma vez que representa prejuízos operacionais e financeiros, é importante que cada supermercado identifique as causas que levaram ao seu estoque parado. As razões podem ser diferentes de negócio para negócio, por isso o diagnóstico precisa ser basear unicamente nos dados da loja.  

Relatório de vendas, pedidos de compra, inventário, entre outros. Use esses documentos para descobrir onde está a causa. 

Dicas para movimentar o estoque parado na loja

Como os supermercados trabalham com produtos perecíveis, a movimentação das mercadorias precisa acontecer com mais frequência para evitar que os itens percam o seu prazo de validade ou estraguem nas prateleiras. Abaixo selecionamos 4 dicas infalíveis que podem ajudar a sua loja a movimentar o estoque:

1- Promoções e descontos

Oferecer promoções e descontos é uma excelente forma de incentivar o cliente a comprar os produtos. Muitas vezes, os itens que mais sofrem com estoque parado são aqueles de marcas novas e pouco conhecidas. A oferta, nesse caso, pode fazer com que o giro deles seja melhor e passem a ser mais reconhecidos pelo consumidor.

2- Liquidações

Embora a liquidação seja uma estratégia que reduz drasticamente o preço dos produtos, ela pode ser uma ação bem interessante para a loja liberar espaço de armazenamento ou evitar prejuízos devido a prazos de validade. 

Dica: selecione todos os itens que estão a algumas semanas de vencer, e faça uma liquidação relâmpago

3- Kits de produtos

Sugerir a compra de produtos em forma de kits, oferecendo descontos, é uma forma de melhorar a apresentação dos produtos e vendê-los a um preço mais atrativo — atenção: não faça venda casada! No entanto, vale lembrar que a montagem dos kits precisa ser estratégica para ter fundamento e atender uma mesma necessidade. Por exemplo: um molho de tomate pode ter um desconto na compra de uma massa, um tipo específico de queijo ou um vinho. 

4- Reposicionamento de itens

A disposição dos produtos na prateleira pode influenciar na decisão de compra do consumidor. Por isso, experimente reposicionar os itens de modo que as mercadorias se tornem mais atrativas aos olhos. Talvez, colocá-las em um espaço destacado na loja? Use o visual merchandising para impulsionar as vendas.

LEIA TAMBÉM | Visual Merchandising: o que é e qual sua importância nas vendas?

O papel da tecnologia para otimizar a gestão do estoque

Há um tempo atrás a gestão do estoque era feita com apoio de planilhas e métodos manuais. Hoje, existe a opção da empresa recorrer à tecnologias inovadoras para otimizar a gestão do estoque e garantir maior previsibilidade nas compras.

Um sistema de gerenciamento de estoque, por exemplo, pode ajudar o supermercado a controlar absolutamente tudo que entra e sai do seu estoque. Também pode ser usado para emitir relatórios e inventários que ampliam a visão acerca dos produtos armazenados. 

A Inteligência Artificial é outra tecnologia que pode ajudar, isso porque por meio da IA é possível fazer a previsão das demandas e, assim, evitar o estoque parado.

Conclusão

Supermercadistas e outros lojistas que querem evitar prejuízos relacionados ao estoque precisam realizar uma boa gestão e adotar práticas que realmente ajudem na movimentação das mercadorias.

Investir em um software de gestão pode contribuir muito para a empresa ter um gerenciamento de estoque otimizado. Oferecer promoções, liquidações, fazer kits de produtos e posicionar os itens também são estratégias que precisam ser aplicadas, caso o objetivo seja extinguir os riscos relacionados ao estoque obsoleto e alcançar maior lucratividade.

Realizar um controle de estoque altamente eficiente é possível com a tecnologia. Peça uma demonstração do Checklist Fácil e teste na prática todas as funcionalidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.