Gestão de estoque: como reduzir custos e perdas com a Curva ABC

A Curva ABC é uma das mais famosas metodologias de gestão de estoque, ajudando na priorização de produtos de acordo o faturamento.
Atualizado em: 29 de junho de 2023
Tempo de leitura: 4 minutos

A Curva ABC é uma maneira eficiente de priorizar os itens mais importantes do estoque, reduzindo perdas e desperdícios no processo de armazenamento. Esse método é uma ferramenta valiosa para uma gestão de estoque mais eficiente. 

Muitas empresas ainda enfrentam dificuldades em gerir seu estoque de forma adequada, o que ocorre por elas não aplicarem as metodologias e ferramentas corretas. Sabendo disso, criamos esse artigo para mostrar como funciona a Curva ABC e quais benefícios ela traz para a organização. Acompanhe!

O que é Curva ABC?

A definição de Curva ABC pode ser entendida como um método de gestão de estoque focado em categorizar os itens armazenados de acordo com seu valor, ou seja, conforme sua importância para o negócio.

Nessa metodologia, os itens são divididos em três categorias: A, B e C. Cada letra corresponde à porcentagem de faturamento da empresa com determinados produtos. Essa classificação ajuda o gestor a tomar decisões mais informadas sobre a realocação de recursos, reduzindo as perdas e desperdícios no armazenamento.  

De que forma a Curva ABC classifica os itens no estoque?

A classificação dessa curva é feita com base na premissa que nem todos os itens têm o mesmo valor para o negócio. Portanto, independente do tipo de estoque, os produtos são divididos em três classes:



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.
  • Classe A: itens de maior valor para a organização. Eles seguem a regra 80/20, o que significa que os itens dessa categoria representam 20% do total armazenado, mas são responsáveis por 80% do lucro das vendas.
  • Classe B: itens de valor intermediário. Em regra geral, eles ocupam cerca de 30% do estoque e representam 15% do faturamento. 
  • Classe C: produtos menos importantes, que chegam a 50% do volume de itens estocados, mas correspondem a apenas 5% do faturamento das vendas.

Como calcular a Curva ABC?

Para calcular uma Curva ABC, deve-se seguir os passos abaixo:

  1. Faça um mapeamento amplo de todos os produtos armazenados;
  1. Classifique esses itens em ordem decrescente de valor;
  1. Faça a soma do valor acumulado de todos os produtos. Para isso, multiplique a quantidade de cada item pelo seu valor e some tudo no final;
  1. Use um sistema automatizado ou faça contas para chegar à porcentagem do valor de cada produto no valor final;
  1. Utilize as porcentagens obtidas no passo anterior para encaixar os produtos nas categorias A, B e C, de acordo com as regras de cada categoria.

Veja um exemplo: 

Vamos imaginar que sua empresa tem um faturamento mensal de R$ 400 mil e que o produto X representa R$ 98 mil desse faturamento. Para encontrar o valor da contribuição desse ativo para o faturamento da empresa, basta fazer a regra de 3. Neste caso, R$ 400 mil corresponde a 100% e R$ 98 mil corresponde à X. Ao multiplicar, veremos que X = 24,5%. 

Assim, o produto X representa quase ¼ do faturamento total. Com base nisso, é possível saber qual categoria ele pertence: se A, B ou C. 

Como a Curva ABC pode ajudar a reduzir o excesso de estoque

A Curva ABC pode ajudar a identificar os itens de baixo impacto, o que permite priorizar aqueles que são mais importantes para o negócio. Dessa forma, é possível distribuir os recursos de forma mais eficiente

Além disso, fornece dados que podem ser usados para identificar produtos acumulados em quantidade exagerada. Com isso, pode-se controlar a entrada e saída desses produtos, reduzindo o número de itens parados.

Como evitar estoques obsoletos com a Curva ABC

O termo estoque obsoleto refere-se a produtos que estão armazenados, mas não têm demanda e ficam “encalhados”.  Por meio da Curva ABC, é possível identificar itens com maior chance de obsolescência

Nesse sentido, o método permite entender a demanda dos produtos armazenados, evitando também excessos ou faltas. Com a identificação dos itens obsoletos, é possível criar estratégias como promoções para incentivar sua venda.

Como a Curva ABC ajuda a reduzir os custos de estoque

A Curva ABC ajuda na redução dos custos de armazenagem de itens de baixo impacto e permite que sua empresa priorize produtos com alto capital de giro

Além disso, ao reduzir o excesso de produtos guardados, desperdícios e obsolescência, é possível obter uma gestão de armazenagem eficaz.

Dicas para implementar a Curva ABC em sua empresa

Para implementar a Curva ABC, basta seguir os três passos abaixo:

1- Faça um levantamento dos produtos em estoque

Crie um inventário completo e tenha em mãos as quantidades e valores de cada item armazenado.

2- Calcule a Curva ABC 

Usando as regras de multiplicação e adição de valores, identifique os itens que pertencem a cada categoria e distribua-os com base nesse critério:

  • Grupo A: 80% do faturamento;
  • Grupo B: 15% do faturamento;
  • Grupo C: 5% do faturamento.

3- Organize os produtos de acordo com sua importância

Use a classificação como base para organizar os itens listados. Nesse sentido, os itens da categoria A e B são os mais importantes, enquanto os que pertencem à C devem passar por um processo de análise para entender se faz sentido mantê-los armazenados. 

O que fazer para manter a eficácia da Curva ABC ao longo do tempo?

O processo da Curva ABC vai além da implementação, abrangendo também o monitoramento e melhoria contínua. Para manter o método funcionando, é importante estar atento a algumas dicas: 

  • Mantenha a classificação dos itens atualizadas;
  • Monitore demanda e obsolescência;
  • Ajuste as políticas de armazenamento conforme necessário;
  • Implemente a cultura de gestão de estoque;
  • Avalie os custos de armazenamento;
  • Mantenha todos os dados atualizados;
  • Invista em um software de gestão especializado.

Por que adotar um software para gestão do estoque?

A gestão dos itens armazenados pode ser um desafio, assim como a implementação da Curva ABC. Nesse caso, uma das melhores formas de tornar esses processos mais simples é por meio da adoção de um software para gestão do estoque.

O uso de uma solução como o Checklist Fácil confere padronização, otimização e precisão, reduzindo o tempo de execução das tarefas e a taxa de erros humanos. A aplicação de checklists personalizáveis são de grande ajuda na gestão de inventários e na aplicação de vistorias e auditorias.

Além disso, com as informações centralizadas em um único lugar, é mais fácil gerir a operação. Isso propicia a tomada de decisões estratégicas, baseada em dados apresentados nos relatórios inteligentes gerados pelo sistema. 

A Curva ABC é uma forma eficiente de garantir uma gestão de estoque mais eficiente, priorizando o que é vital para a organização. A aplicação dessa técnica traz diversos benefícios, como redução de custos e um maior controle de estoque, aumentando a lucratividade e eficiência da empresa!

Quer ter eficiência na gestão dos ativos na sua empresa? Faça um teste grátis de nossa solução e aproveite todos os benefícios que ela pode oferecer ao seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.