O que são sensores IoT e quais são seus benefícios?

Os sensores inteligentes são soluções que possibilitam o monitoramento e o gerenciamento de sistemas por meio de coleta e compartilhamento de dados.
Atualizado em: 9 de outubro de 2023
Tempo de leitura: 4 minutos

Na maioria das vezes, a causa dos custos operacionais são ineficiência, desperdício e falta de controle nos processos e dados, impactando diretamente na lucratividade e eficiência de uma empresa. 

No entanto, vários outros fatores contribuem para esse custo elevado, a começar pela falta de visibilidade operacional, padronização de processos, utilização racional de recursos e do uso de tecnologias inovadoras, como sensores IoT.

Os sensores IoT são soluções que ajudam a melhorar o controle de processos e a produtividade. Por isso, neste post, vamos explicar como funcionam e apresentar seus tipos e principais vantagens. Acompanhe! 

O que são sensores IoT?

Antes de nos aprofundarmos nos sensores IoT, você deve estar se perguntando: o que é IoT? Essa sigla refere-se à Internet of Things, que em português significa Internet das Coisas. A IoT é a conectividade entre diferentes tipos de dispositivos em um sistema, e é aqui que entram os sensores IoT.

Os sensores IoT são tecnologias que coletam e comunicam informações do ambiente, permitindo que os diversos componentes que compõem esse sistema troquem dados entre si. Isso permite que os dispositivos compartilhem informações e se controlem de forma independente, tornando os processos mais eficientes. 

Os sensores também possibilitam o monitoramento e o gerenciamento de sistemas como uma”organização”, em vez de apenas um conjunto de tarefas autônomas. Confuso? Então vamos ver seu funcionamento, na prática: 

Imagine uma fábrica de engarrafamento de bebidas com três máquinas, cada uma responsável por uma atividade específica. A implantação de sensores IoT nessa fábrica vai permitir que essas máquinas gerem dados, compartilhem informações entre si e ajustem seu comportamento às mudanças de velocidade e atuação de cada uma. 

Por exemplo, se o processo em uma máquina sofrer desaceleração, as outras ajustam automaticamente a sua velocidade para compensar o atraso, garantindo a fabricação correta do produto. 

Portanto, com essa tecnologia, o sistema de produção funciona como um todo, e não como uma série de tarefas distintas.

LEIA TAMBÉM | O que é Inteligência Artificial e qual é sua importância para a indústria?

Como funcionam os sensores inteligentes?

Um sistema IoT é composto, basicamente, por quatro elementos:

  • Componentes físicos: pode ser o módulo de um maquinário fabril ou um aparelho doméstico, por exemplo;
  • Controlador: hardware e software que recebe informações de todo o sistema e permite a execução coordenada dos diversos processos que o compõem;
  • Sensores IoT: são tecnologias que monitoram o desempenho de máquinas e ambientes e enviam essas informações para o controlador;
  • Atuadores: são componentes mecânicos, elétricos e digitais que recebem sinais de sensores e controladores para executar funções.

Nesse cenário, os sensores inteligentes detectam o movimento dos componentes físicos e enviam dados aos controladores, que por sua vez transmitem sinais aos atuadores para executar funções específicas.

Para entender como a Internet das Coisas funciona, basta entender que os sensores são capazes de coletar dados sobre diversos parâmetros, como temperatura, vazão, umidade, etc. Vamos falar sobre isso em mais detalhes no próximo tópico!

Qual a utilidade dos sensores IoT?

Ao fornecer informações em tempo real e permitir a comunicação entre dispositivos, os sensores IoT impulsionam uma variedade de aplicações que ajudam as empresas a melhorarem a eficiência e produtividade de seus processos. Abaixo estão alguns usos que demonstram a utilidade dessa solução: 

  • Os gestores podem usar a tecnologia para ampliar sua visão sobre os processos industriais e aprimorá-los;
  • É possível identificar máquinas e equipamentos que não estão funcionando corretamente e impactando a eficiência produtiva;
  • Pode-se monitorar a produção de produtos, em tempo real, o que permite identificar e corrigir defeitos de qualidade;
  • Os sensores IoT ajudam a melhorar a segurança da logística conectada. Por exemplo, são capazes de registrar a entrada e saída de mercadorias em armazéns e centros de distribuição, e acompanhar os níveis de estoque de produtos como alimentos, eletrodomésticos, insumos etc.

Quais são os principais tipos de sensores IoT? 

Os sensores de IoT variam de acordo com suas funções. Alguns dos mais usados ​​são:

Sensores de temperatura

São responsáveis ​​por medir continuamente a temperatura de máquinas para garantir que estejam dentro dos limites de segurança. Seu uso é comum em fábricas, campos agrícolas, indústrias e outros setores. Nas fazendas, servem para medir a temperatura das plantas, do solo e da água. 

Sensores de umidade 

Como o anterior, também serve para controlar o desempenho de dispositivos. São normalmente usados para medir a umidade relativa do solo e do ar. No entanto, também são úteis para medir a umidade de certos produtos e equipamentos, como madeira, argamassa, sistema de refrigeração, papel etc. 

Sensores de gás 

Contribuem para avaliar as mudanças nas propriedades do ar de um ambiente e identificar a presença de vários tipos de gases, como metano e dióxido de carbono, por exemplo. 

Sensores de proximidade

Detectam movimento e são muito utilizados no varejo e, principalmente, na indústria. Nesta, são usados para monitorar a presença de pessoas em parques fabris e aumentar seu nível de segurança.



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.

Sensores de velocidade

Comum na gestão de frotas, a telemetria veicular é uma tecnologia que permite monitorar e obter dados relevantes sobre velocidade média e instantânea, entre outras informações, por meio de sensores instalados no veículo.

LEIA MAIS | O que é Smart Factory? Saiba mais sobre as fábricas inteligentes

Quais as vantagens do uso de sensores inteligentes? 

Investir em sensores inteligentes traz muitas vantagens para um negócio. A seguir, estão as principais:

Monitoramento remoto de dispositivos

É possível monitorar remotamente o desempenho dos equipamentos. Na prática, isso flexibiliza a gestão de ativos da empresa, e os gestores podem verificar a performance das máquinas de qualquer lugar, tornando esse processo ágil e pontual.

Gestão de manutenção mais eficiente 

A gestão de manutenção se torna mais eficiente graças às informações geradas pelos sensores IoT. Por exemplo, a necessidade de manutenção pode ser avaliada com antecedência, eliminando a prática de desmontar a máquina para inspeção.

Redução do tempo de inatividade das máquinas

Outra vantagem é a redução do tempo de parada das máquinas, o que garante uma produção contínua e maior produtividade da linha de produção. Isso ocorre porque, conforme mencionado acima, a manutenção dos ativos pode ser gerenciada de forma mais produtiva.

Redução de custos 

É uma tecnologia que visa a melhoria contínua dos processos de uma empresa, ou seja, busca “zerar defeitos”, podendo-se dizer assim que ela é útil na redução de custos.

Os sensores IoT podem ajudar a empresa a melhorar o controle de processos e tornar suas operações mais seguras, produtivas e econômicas.

Além dos sensores IoT, as empresas podem fazer uso de um sistema de checklists digitais, como o Checklist Fácil, para potencializar ainda mais a performance, simplificar as auditorias, padronizar processos, melhorar o controle de qualidade de produtos, evitar perdas, entre outros diferenciais. Faça o teste grátis e comprove!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.