Conheça os benefícios e as aplicações da inteligência artificial no varejo

Uso de IA no setor varejista tem proporcionado melhorias importantes para os negócios, da eficiência operacional à experiência e satisfação do cliente.
Atualizado em: 10 de outubro de 2023
Tempo de leitura: 6 minutos

Faz tempo que a Inteligência Artificial (IA) deixou de fazer parte do imaginário sobre um futuro distante para se tornar uma realidade, no presente. E, apesar de ouvirmos falar mais da IA no contexto da Indústria 4.0, as tecnologias pilares da Quarta Revolução Industrial estão sendo aplicadas na maior parte dos segmentos, como o varejo.

O chamado Varejo 4.0 é o varejo tradicional passando por uma transformação digital. Afinal, há uma demanda por inovações tecnológicas e estratégicas, como integração de canais de venda e de comunicação, digitalização e automatização de processos, tomada de decisão baseada em dados, entre outros.

E não tinha como ser diferente. Afinal, o varejo se tornou um modelo digital de negócios, tendo como base a informação e a experiência de consumo, o que só foi possível com a digitalização e desburocratização dos processos de venda.

No artigo de hoje, vamos falar sobre as aplicações de IA no varejo, suas vantagens e perspectivas para o futuro. Boa leitura! 

Afinal, o que é Inteligência Artificial? 

Inteligência artificial (IA) é uma área da ciência da computação dedicada a fazer com que as máquinas possam realizar tarefas que requerem inteligência humana.  

Isso acontece por meio de algoritmos e programações que possibilitam a reprodução — total ou semelhante — de comportamentos humanos pela máquina

Em outras palavras, a IA é treinada para fazer o mesmo que a mente humana faz: raciocinar, aprender, resolver problemas, escrever e se comunicar com pessoas ou outras máquinas.

As mais comuns das IAs são os assistentes de voz, como o Google Assistente, a Siri ou a Alexa, por exemplo. Além do reconhecimento de voz para receber e atender a um comando humano, esses assistentes aprendem sobre as preferências do usuário, inclusive seus desejos e atos de compra

Outra IA que se tornou popular rapidamente é o ChatGPT, que funciona como um chatbot capaz de conversar naturalmente com um humano e gerar respostas por meio de texto, utilizando informações disponíveis na internet. 

Na prática, estamos falando de uma tecnologia capaz de automatizar tarefas custosas e repetitivas para o ser humano, tornando o trabalho muito mais produtivo. A grande vantagem aqui é que a IA realiza essas tarefas mais rapidamente, com menor taxa de erro, liberando o tempo útil dos profissionais para atuarem em outras tarefas que exigem raciocínio, criatividade e percepção humana.

E como funciona a IA no Varejo?

A inteligência artificial tem um grande potencial para contribuir com o setor de varejo de várias maneiras, muitas vezes associada às tecnologias de automação e machine learning.

Uma das principais áreas em que a IA pode ajudar no varejo é na personalização da experiência do cliente. Por meio da análise de dados de compras, preferências e histórico de interações, os varejistas podem usar algoritmos de IA para oferecer recomendações personalizadas, sugerir produtos complementares e até mesmo antecipar as necessidades dos clientes.

E engana-se quem pensa que essa personalização acontece apenas no e-commerce. Com a integração de informações entre loja física e loja virtual, o volume de dados sobre um mesmo cliente permite sugestões de compras muito mais precisas, por exemplo.

Também é possível utilizar chatbots alimentados por IA para atendimento ao cliente, agilizando o suporte e respondendo a perguntas comuns antes de chegar no atendente humano.

Além disso, a IA pode ser usada para melhorar a eficiência operacional, otimizando o gerenciamento de estoque ou previsão de demanda e logística, por exemplo. Vamos falar delas logo mais, neste mesmo artigo.

Quais os benefícios da IA no varejo? 

  • Experiência do cliente personalizada, através da sugestão de produtos com base no histórico e nas preferências de compra.
  • Precificação otimizada considerando dados internos e externos para definição dos melhores preços, maximizando receita, lucratividade e satisfação do cliente.
  • Melhoria da eficiência operacional na gestão de estoque de produtos, previsão de demanda e logística, reduzindo custos e otimizando processos.
  • Melhorias no suporte e atendimento ao cliente a partir do uso de chatbots alimentados por IA;
  • Detecção de fraudes a partir da identificação de padrões suspeitos e comportamentos fraudulentos, protegendo os varejistas contra atividades ilícitas.
  • Análise de dados avançada e aprofundada de grandes volumes de dados, fornecendo insights valiosos para tomadas de decisão estratégicas.
  • Melhoria da previsão de demanda e necessidades dos clientes, permitindo um melhor planejamento de estoque e garantindo a disponibilidade dos produtos certos.

PARA ASSISTIR | Impactos positivos da transformação digital no ramo de alimentação e bebidas

Aplicações da inteligência artificial no varejo 

O uso de inteligência artificial no setor varejista ainda está em crescimento, mas já demonstra benefícios significativos quando aplicada a determinadas áreas. Confira algumas delas:

Gestão de estoque 

A maneira de fazer gestão de estoque tem mudado profundamente graças às tecnologias da Logística 4.0, como a inteligência artificial.

No setor varejista, como em qualquer outro, é fundamental equilibrar muito bem produção, itens em estoque e produtos que têm saída para venda. Isso só é possível porque hoje boa parte das empresas digitalizam e automatizam os processos de gestão de estoque.

Para ter mais visão e controle sobre as demandas de produtos, é preciso ter noção do todo. Assim, as IAs se mostram como grandes aliadas para calcular, por exemplo, os níveis de estoque, a quantidade de itens para reposição, ou ainda prever variáveis como épocas mais ou menos favoráveis para vendas.

LEIA MAIS | Como fazer a gestão de estoque de uma loja virtual de forma eficiente?

Precificação

A IA aplicada ao varejo também desempenha um papel importante na precificação de produtos.



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.

O uso de inteligência artificial no pricing torna a definição de preços muito mais precisa porque analisa fatores além dos custos, despesas e concorrência. Isso porque a IA consegue analisar dados internos e externos, por exemplo:

Com base nessas análises, a IA pode identificar padrões e insights que provavelmente passariam despercebidos pelos profissionais durante a rotina de trabalho. Dessa forma, os varejistas podem fazer ajustes de preços muito mais precisos, levando em consideração a demanda, o posicionamento competitivo e as metas de lucratividade.

Indo além, esses ajustes podem ocorrer muito mais rápido, com base em informações coletadas em tempo real, o que otimiza o processo de precificação dinâmica. 

Tudo isso contribui para tomadas de decisão mais estratégicas, que podem impulsionar o lucro e, ao mesmo tempo, oferecer preços competitivos aos consumidores.

Atendimento ao cliente 

A IA no atendimento ao cliente não é uma novidade, mas o interessante aqui é visualizar como essa tecnologia está se aprimorando ao longo do tempo, e o quanto ela se tornou comum em nossas próprias rotinas.

O maior exemplo talvez seja o uso de chatbots no atendimento ao cliente. A inteligência artificial utilizada nos chatbots evoluiu ao ponto de compreender frases inteiras, na linguagem natural humana, e responder como tal.

E o bacana disso tudo é que, quando bem treinados, os chatbots são capazes de melhorar a experiência do cliente, ao mesmo tempo que desafogam a demanda por atendimento humano.

Isso porque boa parte das pessoas procura o atendimento para fazer perguntas bastante comuns. Neste caso, o chatbot funciona como um “filtro” dessas demandas, enquanto agiliza os atendimentos mais simples.

O resultado é a satisfação de todos os clientes, inclusive daqueles que vão parar no atendimento humano, já que os profissionais serão capazes de resolver questões mais complexas com excelência.

Automatização e automação de processos 

Falamos por aqui sobre a importância de automatizar processos no varejo, mas e quando o assunto é automação?

Para começar, é interessante compreender muito bem o que é automatização e automação. Isso porque, apesar de soarem como semelhantes, elas se diferenciam justamente em seus níveis de autonomia.

A automatização de processos executa tarefas sozinha, mas ainda precisa de intervenção humana para completar uma função, fazer ajustes ou monitoramento.

Imagine, por exemplo, uma auditoria de segurança dos alimentos em um supermercado. Esse procedimento necessita da presença de uma pessoa auditora para conferir prateleiras, gôndolas, refrigeradores e outros espaços com a ajuda de um checklist.

Toda a coleta, análise e relatórios da auditoria podem ser automatizados com um software de checklists digitais, que gera informações relevantes em tempo real, sem a necessidade de planilhas ou impressão em papel.

CONTEÚDOS GRATUITOS | Modelo de checklist para Varejo e Modelo POP para Varejo

A automação de processos, por sua vez, é a total autonomia na realização de tarefas, demandando pouca intervenção humana. Isso porque uma automação é capaz de aprender enquanto desempenha uma função e tomar decisões sozinha.

Voltando ao exemplo da gestão de estoque, é possível que uma ferramenta de automação utilize informações de entrada e saída de produtos e identifique produtos que estão próximos do prazo de validade, auxiliando na segurança dos alimentos, prevenindo perdas e criando alertas para a manutenção desses produtos na loja.

Ambos os exemplos apresentados aqui podem contar com a inteligência artificial, seja na geração de checklists completos e em conformidade com as legislações mais atuais, seja na análise e aprendizado sobre a gestão dos produtos em estoque ou na loja.

Automatize suas checagens com Checklist Fácil e ChatGPT

O que era excelente ficou ainda melhor com a nova integração do Checklist Fácil com o ChatGPT!

A nova integração do ChatGPT ao Checklist Fácil vai tornar a automatização de processos ainda mais inteligente e ágil. Isso porque a inteligência artificial é capaz de gerar um questionário de 50 perguntas em até 10 segundos, além de melhorar os checklists por meio de seu aprendizado rápido.

Checklist Fácil é o software líder em checklists digitais da América Latina que está promovendo maior eficiência operacional de mais de 1.400 empresas no mundo.  

Destaque-se no setor varejista com a implantação do que há de melhor na alta tecnologia. Conheça na prática o Checklist Fácil, esta e outras funcionalidades, e conte conosco para guiar sua empresa rumo à transformação digital!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.