5 tendências e as inovações tecnológicas para a indústria calçadista

Um dos mais expressivos da indústria brasileira, cada vez mais o setor calçadista precisa de inovação para acompanhar as novas demandas e tendências de consumo.
Atualizado em: 26 de outubro de 2022
Tempo de leitura: 7 minutos

Você sabia que o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de calçados, e também o quinto maior exportador desse produto no mundo? Com tamanha importância, é inegável a necessidade de se atualizar sobre as principais tecnologias e tendências para a indústria de calçados.

Apesar de grandes impactos ao setor secundário no período de pandemia da Covid-19, a indústria de sapatos já experimenta uma retomada: o setor calçadista prevê fechar o ano de 2021 com crescimento médio de 12,2%.

Para 2022, com uma projeção de crescimento da economia brasileira estimada em 1,57%, a previsão é de que o setor calçadista cresça 2,6%.

Os números são da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Saiba como fortalecer o processo de fabricação de sapatos e prepare sua empresa para o crescimento nos próximos anos!

Quais atividades abrangem a indústria de calçados?

A indústria de calçados é aquela responsável pela fabricação de sapatos, sandálias, chinelos, tênis, botas, galochas e outros calçados.

Ela teria surgido no Reino Unido por volta do século XVII, a fim de fornecer grandes quantidades de calçados para o exército. Foi no século XIX, em decorrência da revolução industrial, que ocorreu a mecanização dessa atividade.

No Brasil, a indústria calçadista começou em meados do século XIX, após a Guerra do Paraguai. A participação de imigrantes alemães e italianos estabelecidos no Sul e no Sudeste do Brasil foi expressiva para a criação desse setor no país.

Internacionalização

Nas últimas décadas ocorreu um rápido avanço na internacionalização de grandes empresas, isto é, a externalização de estágios de produção de setores tradicionais, como é o caso do vestuário e dos calçados. Também representa oportunidades de exportação de um produto, o que acontece bastante na indústria brasileira de calçados.

Isso foi possível graças ao avanço dos meios de transporte e de comunicação, bem como das liberalizações e desregulamentações econômicas, e aconteceu principalmente pela oportunidade de reduzir custos de fabricação.

Com o tempo, a estratégia mostrou ainda outros resultados que trazem consigo grandes tendências para o setor. Afinal, as fábricas não se restringem mais somente a meras unidades de produção, como passam a ter papéis fundamentais em marketing, investigação e desenvolvimento, inovação, recursos humanos, finanças e logística.

Entidades empresariais

Entre as principais associações da indústria de calçados, no Brasil, está a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Ela atua em quatro grandes frentes: representação institucional, desenvolvimento da competitividade, promoção comercial (no Brasil e no exterior) e defesa comercial.

Vale destacar sua atuação na promoção internacional do setor calçadista brasileiro, o que compreende presença em feiras internacionais, realização de missões e desenvolvimento estudos de mercados potenciais para calçados fabricados no Brasil.

Acompanhar esses dados é de extrema importância, uma vez que setores como o calçadista lidam com moda e com moda e comercializam produtos de consumo que variam de acordo com determinadas épocas do ano.

Quais são as 5 tendências para a indústria de calçados?

Além de prováveis variações no cenário econômico, que deve impactar significativamente a demanda interna e as exportações, a indústria de calçados também pode sentir diversas mudanças no mercado — e é preciso se antecipar a elas para se destacar da concorrência.

Assim, é fundamental se adaptar às tendências com a implementação de novos recursos e procedimentos. Confira abaixo as 5 principais tendências para a indústria de calçados no Brasil:

1. Omnichannel

Tendência não apenas na indústria de calçados, mas para todos os segmentos de mercado, a abordagem de vendas multicanal é uma realidade em curso. Graças às tecnologias digitais, a jornada do consumidor passa por diferentes pontos de contato, tais como: redes sociais, site, e-mail, anúncios virtuais, entre outros canais de interação.

Por isso, empresas precisarão se adaptar a essa nova realidade e investir em uma estrutura de marketing, atendimento e estratégias de showrooming, de modo a atender o consumidor em todos os seus momentos de contato com a marca.

2. Fast Fashion

Outra tendência que vem se consolidando na indústria de calçados é o conceito de fast fashion. Trata-se da capacidade em atender as mudanças na demanda de clientes com o lançamento de novas coleções e produtos a preços razoáveis ou com ofertas imperdíveis.

Para isso, muitos varejistas apostam em coleções especiais em parceria com designers renomados e lojas que alcancem o seu público-alvo ideal.

3. Parceria entre a indústria e o varejo

Construir parcerias de longo prazo é outra tendência para a indústria calçadista. É preciso investir em relacionamentos estratégicos duradouros, em que todas as partes possam colaborar com o desenvolvimento das empresas e compartilhar os benefícios dessa parceria.

Assim, é possível desenvolver um produto melhor e uma entrega mais qualificada, além de oferecer uma melhor experiência para o consumidor.

4. Otimização de processos

A otimização de processos é outra estratégia que as empresas do ramo calçadista devem implementar. Isso porque a tática permite simplificar os procedimentos operacionais da companhia sem perder a qualidade na entrega. Assim, é possível reduzir custos, agilizar a produção e diminuir erros.

Para isso, as organizações podem investir em soluções tecnológicas, como um software de checklist. Isso permite um melhor desenvolvimento em todas as etapas de produção, já que o processo recebe o acompanhamento e validação dos gestores em todos os momentos.

Assim, os funcionários e colaboradores recebem uma orientação mais direcionada e os gerentes podem antecipar possíveis erros, evitando o retrabalho.

5. Consolidação e formalização do setor

Muitas confecções ainda são bastante fragmentadas e têm seus funcionários trabalhando em situação informal. Em função disso, a tendência é que o setor se consolide e formalize suas operações, de modo que possam expandir suas atividades e, dessa maneira, aumentar seus ganhos.

Afinal, o mercado tem preferência por empresas que atuam dentro das conformidades a fim de consolidar parcerias estáveis e duradouras. Portanto, companhias que não se adaptarem às exigências fiscais poderão desperdiçar valiosas oportunidades de negócios.

Qual a importância da indústria de calçados na economia brasileira?

No Brasil, a indústria de calçados é bastante expressiva e movimenta números impactantes, que precisam ser acompanhados de perto por quem faz parte deste mercado.

O ano de 2020 foi particularmente desafiador para a indústria calçadista brasileira. Isso porque, impactada pela pandemia, registrou queda em todos os indicadores, tendo a produção caído em 18,4%.

Para se ter uma ideia, a produção foi de 764 milhões de pares – a mesma de aproximadamente 15 anos atrás. A exportação, que responde por 14% das vendas, caiu 18,6%, resultando na comercialização de apenas 93 milhões de pares – o pior número em quase quatro décadas.

A boa notícia é que as estimativas de retomada para os próximos anos são otimistas. Estima-se que a atividade deve fechar 2021 com crescimento na casa dos 12% na produção e 13% na exportação de calçados.

Vale destacar que no primeiro bimestre de 2021, a atividade cresceu 1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Só em outubro foram exportados 12,85 milhões de pares, que geraram US$ 93,96 milhões, altas de 23,3% e 69,6%, respectivamente, em relação a outubro de 2020.

É, portanto, o primeiro mês de 2021 que registra altas em volume e receita semelhantes ao período pré-pandemia, em 2019. Os dados são da Abicalçados.

Já em 2022, estima-se que o setor calçadista cresça mais que o PIB.

Boas projeções para a retomada da indústria

Mesmo em um cenário de incertezas, principalmente no mercado doméstico, a Abicalçados aponta para um crescimento médio de 2,6% na produção, o que totaliza 879 milhões de pares, ou seja, 22 milhões a mais do que a projeção para 2021.

Assim como em 2021, as exportações têm papel de destaque. Também de acordo com projeções da Abicalçados, o volume de exportações pode crescer 5,1%, ficando 7% acima do resultado de 2019. Desse modo, o percentual da produção nacional exportada pode passar de 12% para 14%.

O otimismo é explicado pela retomada de importações de calçados brasileiros de alguns dos principais mercados internacionais, como Estados Unidos e França. No entanto, é preciso ficar de olho na inflação que os americanos podem sofrer, o que elevaria a taxa de juros.

Como aumentar a produtividade e otimizar o processo de fabricação de sapatos?

Com tudo o que já falamos, podemos concluir que aumentar a produtividade é a fundamental para garantir o melhor retorno financeiro na empresa da indústria de sapatos.

Mas como otimizar o processo de fabricação de sapatos pelo menor custo operacional, elevando a produção? Esse desafio pode ser simplificado e, aqui, trazemos ferramentas e práticas que podem ajudar!

Invista em soluções tecnológicas

Investir em soluções tecnológicas, como um software de checklist ou um sistema de gestão, pode ser uma excelente forma de aumentar a produtividade da companhia. Isso porque essas ferramentas disponibilizam recursos que possibilitam maior controle aos gestores da empresa, além de apontarem falhas que poderão ser antecipadamente solucionadas.

Avalie os métodos operacionais de cada divisão

Estudar os processos de cada setor da empresa é outro cuidado que se deve ter quando o foco é aumentar a produtividade. Muitas etapas podem ser automatizadas ou simplificadas com a instalação de novos recursos e implementação de diferentes metodologias de trabalho. Assim, é possível ganhar tempo sem perder eficiência.

Fique atento às inovações na indústria de calçados

Outra ação fundamental para garantir a produtividade da empresa é garantir que os diretores e gestores estejam atentos às inovações do mercado.

Mas o que é preciso além de se manterem atualizados sobre o cenário da indústria como um todo e das novas tecnologias para o setor?

Também é importante que os colaboradores estejam atentos às inovações em gestão empresarial, empreendedorismo e marketing. A empresa pode lucrar muito com essas mudanças de mindset.

Por que é importante investir em softwares na indústria de calçados?

Conforme explicamos, investir em soluções tecnológicas é uma forma eficiente de aumentar a produtividade. Esse passo também é importante para a melhorar o seu rendimento financeiro.

Isso acontece porque certos sistemas permitem automatizar processos e identificar falhas, o que qualifica a entrega final ao consumidor.

Além disso, os softwares também podem revelar dados importantes para uma análise de produtividade. Determinadas ferramentas oferecem informações e KPIs (“Key Performance Indicators”, ou “indicadores-chave de desempenho”, em português) que auxiliarão na tomada de decisões. Elas indicam quais ações poderão ser mantidas e quais poderão ser alteradas.

A tecnologia também pode auxiliar na desburocratização de certos processos, o que permite maior agilidade na produção. Isso porque certos softwares ajudam a detectar quais etapas tomam mais tempo. Assim, você consegue possibilitar que diretores e gestores encontrem soluções para simplificar determinados procedimentos.

Apesar de representar um mercado aparentemente tradicional, a indústria de calçados também sofre transformações — e as empresas precisam se adaptar às mudanças do setor, de modo a se manterem atualizadas e relevantes no mercado.

Por isso, é fundamental que as companhias estejam atentas às tecnologias e tendências desse segmento.

Conheça a solução da Checklist Fácil para a indústria de calçados

Precisa ter uma análise de resultados em tempo real dentro da sua organização? Através de relatórios gerenciais dentro do Checklist Fácil, você pode acompanhar e comparar os resultados das avaliações realizadas de maneira simples e rápida. Agende uma demonstração e saiba como funciona na prática, mantendo a produtividade na empresa e preparando-a para o crescimento de demanda do setor calçadista!

Dê um Check na redução de custos na Indústria!

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o software Checklist Fácil:

Categorias

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.