O que é cultura da inovação? Saiba qual sua importância nas empresas e como implementar

Inovação é um termo muito utilizado, mas você sabe como inserir esse conceito na cultura da sua empresa? Descubra aqui o que é cultura da inovação!
Atualizado em: 28 de fevereiro de 2024
Tempo de leitura: 7 minutos

A inovação é um artifício que muitas empresas buscam e desejam no dia a dia da cultura organizacional. O conceito não é novo e tampouco desconhecido, mas aplicar a inovação requer tempo, dinheiro e disponibilidade dos colaboradores para entender como fazer diferente com os recursos disponíveis. Estudos explicam que a inovação parte dos embates de ideias diferentes, outros a definem como algo relacionado às mudanças e avanços tecnológicos. 

Nenhuma dessas perspectivas está incorreta, mas a cultura da inovação, para ser uma constante e de fato estar implementada na empresa como algo corriqueiro, exige mudança de postura e alinhamento de objetivos por parte dos colaboradores e das lideranças.

Neste artigo explicamos o que é a cultura da inovação, como aplicá-la e como a sua empresa pode se beneficiar dela. 

O que é inovação?

O sentido da palavra inovação é criar algo novo, renovar ou restaurar. O ato de inovar está relacionado a fazer algo existente de forma diferente ou criar algo novo. Dentro de uma organização, podem existir diferentes tipos de inovação e elas se correlacionam com as áreas em que as mudanças são feitas.

De acordo com Tidd e Bessant, no livro Gestão da Inovação, os 4 P’s da inovação são:

  • Inovação de produto: realizar mudanças nos produtos e serviços que uma empresa oferece;
  • Inovação de processos: atualizar ou mudar a forma em que os produtos e serviços são criados e apresentados ao consumidor;
  • Inovação de posição: mudanças no contexto em que os produtos e serviços são introduzidos no mercado;
  • Inovação de paradigma: mudança em como as pessoas pensam e em como a própria organização norteia as decisões internas.

Já Michael Porter, em Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência, parte da perspectiva de inovação tecnológica e a categorizada em dois conceitos:

  • Inovação de produto: visando redução de custos, a inovação de produto está relacionada ao desenvolvimento de produtos para aumento da qualidade e redução de gastos na cadeia produtiva.
  • Inovação de processo: visando a redução do uso de material e de mão de obra, ou relacionada a otimização de processos para obter qualidade superior, pontualidade, dimensionamento e atendimento às demandas.

Todas essas definições estão corretas, e a partir delas conseguimos correlacionar com o que é esperado da inovação dentro de empresas.

O que é cultura da inovação?

A cultura da inovação é um conjunto de práticas que estimulam a criatividade e abre caminho para os colaboradores realizarem as mudanças de forma constante dentro da empresa.

Ao ser aplicada em organizações e quando relacionada à cultura, significa a manutenção e constante abertura para aprimoramento de processos, produtos, serviços e métodos. 

No caso das indústrias, a cultura por constante melhoria, aprimoramento de produtos e otimização na cadeia de produção, a inovação tecnológica e transformação digital é um dos pilares que mantém as empresas atualizadas e competitivas no mercado.

Dessa forma, é possível adaptar todas as frentes ao que há de novo e criar diferentes possibilidades, tornando isso parte do dos hábitos e valores da empresa.

BAIXE GRÁTIS | Super Kit Estratégico Potencializador Operacional

Quais os principais pilares da cultura da inovação?

Assim como processos organizacionais, a cultura da inovação é um recurso que pode ser implantado em qualquer empresa.

Partindo do pressuposto de que a forma como as pessoas pensam inovação e a aplicam no dia a dia é um dos principais fatores que viabilizam a ruptura de padrões antigos para novos, criaram-se diferentes teorias de como aplicar a cultura da inovação. 

A que faz sentido para as indústrias é a de Dobni. Em seu livro Medida da Cultura de Inovação, Dobni propõe um modelo de cultura de inovação geradora de desempenho organizacional que possui quatro pilares principais. São eles:

  • Intenção para inovação: a intenção de ser inovativo. De nada adianta os colaboradores entenderem que a empresa precisa se atualizar se os gerentes e demais lideranças não estão abertos ou não possuem os recursos para testar e implantar novas metodologias, tecnologias e recursos dentro da organização.
  • Infraestrutura para a inovação: a infraestrutura para dar suporte à inovação. A infraestrutura nesse caso está relacionada a dinheiro. Ao testar um software novo, uma máquina, ou até mesmo um processo novo, os colaboradores precisam de disponibilidade de tempo, e tempo de trabalho focado para a inovação é um investimento que se paga ao ser bem sucedido.
  • Orientação de mercado (influência) para inovação: se atualizar para manter a competitividade do mercado. Quando o mercado está em movimento, as empresas se obrigam a se manterem atualizadas e abertas à inovação.
  • Contexto de implementação para motivação: o conhecimento e orientação aos colaboradores para dar suporte aos pensamentos e ações necessárias à inovação.

Quais os principais benefícios da cultura da inovação?

A inovação tecnológica está diretamente correlacionada a performance, lucratividade e longevidade de uma empresa no mercado competitivo.

Ao estabelecer uma cultura e estrutura propícia para a inovação na organização, passa a ser garantido uma atualização constante, uma otimização de processos e economia de recursos. Essa otimização de processos e economia de recursos é um dos principais argumentos para inovar em processos e ferramentas, por exemplo.

Mudar processos não é fácil, mas empresas que se mantêm tecnologicamente atualizadas tendem a ser mais rentáveis e rápidas que outras no mercado. Por exemplo: empresas que utilizam o Checklist Fácil para realizar auditorias ou acompanhamento de processos internos conseguem resultados notáveis, como ROI (Retorno sobre Investimento) de 204% em até três anos, otimização de 25% das horas da equipe.

A cultura da inovação também ajuda a preparar toda a empresa para momentos de crise e mudanças. Afinal, um ambiente aberto à inovação é mais flexível e consegue minimizar impactos negativos.

Além disso, um ambiente aberto a sugestões, e a levar em consideração a perspectiva daqueles que estão de fato fazendo o trabalho, tende a ser um lugar mais colaborativo e com diversidade de ideias

Dicas práticas para implementar a cultura de inovação

Com os quatro pilares necessários para aplicar a cultura de inovação, a parte prática exige outras variáveis. São elas:

1. Comunicação interna

Uma empresa alinhada possui mais chances de caminhar junto para um mesmo objetivo e também para se comportar de forma que a inovação seja constantemente fomentada.



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.

Quando a gestão, o RH e as demais figuras de liderança na empresa estão alinhadas aos objetivos internos e em como realizá-los, os colaboradores obtêm um norte do que precisam alcançar.

Assim, conseguem pensar em diferentes maneiras de melhorar os resultados da empresa e fugir das atividades rotineiras.

2. Lideranças como pilares de alinhamento

As lideranças são quem ditam como será o clima organizacional e também a cultura dentro de cada área. Quando as lideranças criam esse espaço seguro para teste, ideias novas, aplicação de métodos e ferramentas novas, os colaboradores de forma natural vão moldando a sua atitude.

Para obter uma cultura de inovação é preciso ter um espaço seguro para o erro e experimentação. E o mais importante, poder usufruir do recurso de tempo para poder amadurecer as ideias novas.

3. Incentivo à diversidade de ideias

Segundo um estudo da McKinsey, a diversidade de gênero e étnica, empresas que adotam a diversidade são mais saudáveis felizes e rentáveis.

Rentabilidade dos negócios, manter o crescimento de uma empresa e também na saúde dos colaboradores é também um dos motivos para o embate de ideias e fomento de perspectivas sobre um mesmo assunto, produto, processo e realidades diferentes.

Quanto maior a diversidade de perspectivas e ideias, mais chances da empresa obter soluções para problemas de forma madura e bem discutida.

4. Acompanhamento de tendências

Inovação é um conceito ligado à coisa novas, mas isso não significa que você não deva olhar para fora. Acompanhar a movimentação do mercado e manter-se atualizado sobre as principais tendências (dentro e fora do seu segmento) é essencial para encontrar boas oportunidades.

5. Testes e melhoria contínua

A inovação não existe sem testes. Crie uma cultura que abrace a implantação de novas ideias e acompanhe os resultados de perto, tendo a melhoria contínua como parte do dia a dia.

LEIA MAIS | Saiba tudo sobre melhoria contínua e como implementar

6. Foco no cliente

A empresa deve estar sempre atenta aos desejos e necessidades do seu cliente, criando novas soluções para atendê-lo da melhor forma. Assim, você poderá se destacar da concorrência, fortalecer seu nome no mercado e aumentar a confiabilidade na sua marca.

Quais as tendências relacionadas à inovação para empresas?

Confira a seguir algumas tendências inovadoras que podem ser incorporadas à diferentes frentes e setores do seu negócio, sempre de forma adaptada à sua realidade:

Armazenamento de dados na nuvem

De acordo com uma pesquisa feita pelo IDC em 2023, a previsão para investimentos em IaaS (Infrastructure as a Service) e PaaS (Platform as a Service) poderão ser maiores que US$ 4,5 bilhões no Brasil.

Esse dado confirma e aponta o quanto as empresas e indústrias brasileiras estão voltadas para a transformação digital. O armazenamento em nuvem é a base para essas empresas e para os SaaS (Software como serviço) também.

As empresas procuram mais liberdade para acessar informações de qualquer lugar e podem compartilhar em tempo real com os stakeholders.

Integração de sistemas

A integração dos sistemas de uma indústria permite que a empresa possa tomar atitudes em tempo real, sem precisar parar a operação para entender o erro ou o problema de alguma área específica. As indústrias podem hoje utilizar de um ecossistema de computação para trabalhar de forma integrada e em tempo real. 

Sistemas como o Checklist Fácil facilitam essa integração de áreas e processos. Veja o vídeo e entenda melhor como nossa solução auxilia na integração de processos e sistemas na sua empresa:

Cibersegurança

Ao mesmo tempo em que as empresas estão em constante movimento em direção à inovação tecnológica e ao armazenamento de informações na nuvem, é equivalente o crescimento de ferramentas para garantir a segurança das informações internas. 

LEIA MAIS | O que é LGPD e checklist para implementá-la

Automação de processos

Automatizar processos está diretamente ligado a otimização de processos. Ao automatizar processos que normalmente seriam feitos de forma manual, a empresa é capaz de economizar tempo e dinheiro. A automatização de processos utiliza tecnologias para realizar atividades de rotina ou tarefas repetitivas.

A automatização faz o trabalho do colaborador ser mais rápido e mais estratégico, já que quando processos são feitos de forma automática, a pessoa pode pensar em outras atividades ou melhorias dentro do seu próprio trabalho. 

Com a Checklist Fácil, empresas da indústria podem fazer a extração de informações para monitoramento e geração de relatórios gerenciais, o que auxilia na agilidade das tomadas de decisão e economia de tempo em atividades corriqueiras.

Conclusão

Na Checklist Fácil, compreendemos a essência da inovação e seu impacto nas empresas. A cultura da inovação é fundamental para o crescimento e sucesso organizacional, pois impulsiona a criatividade e a adaptação constante. Ao adotar práticas e estruturas que fomentam a inovação, as empresas podem garantir sua relevância e competitividade no mercado.

Nossa plataforma oferece ferramentas poderosas para impulsionar a inovação, desde a integração de sistemas até a automação de processos. Com a Checklist Fácil, as empresas podem transformar suas operações e alcançar resultados excepcionais! Solicite uma demonstração gratuita agora e veja como.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.

25 de Abril | 16h | ao vivo

Boas Práticas
de SST:

Como zerar acidentes e criar processos eficientes de segurança