O que é, 9 passos para implementar, tipos e ferramentas para a automatização de processos na sua empresa

A digitalização no mundo corporativo deve fazer parte da realidade de negócios que buscam competitividade. Confira por que isso é importante e como é possível automatizar processos na sua empresa!
Atualizado em: 9 de julho de 2024
Tempo de leitura: 15 minutos

Sem tempo para ler? Aperte o play abaixo e ouça esse artigo:

A automatização de processos significa operacionalizar atividades por meio da tecnologia. É uma ação diretamente relacionada a ganhos de produtividade e eficiência, além de uma excelente maneira de como implantar redução de custos em qualquer organização.

Para isso, é preciso adquirir sistemas integrados e softwares de gestão a fim de padronizar rotinas de trabalho. Ou seja, automatizar processos põe fim a improvisos e facilita a compatibilidade com políticas e legislações. Esses são alguns dos benefícios obtidos por empresas que investem em inovação e em recursos tecnológicos.

Quer entender como tudo isso é possível? Neste artigo você vai encontrar 9 passos para a implementação de processos automáticos para sua empresa. Boa leitura!

Neste artigo você encontrará:

O que é automatização de processos?

A automatização de processos é a aplicação de tecnologias para realizar atividades de rotina ou tarefas repetitivas no dia a dia corporativo. Automatizar não substitui a atividade humana: seu objetivo é, na verdade, facilitar operações e otimizar processos de forma geral.

O objetivo é usar ferramentas para simplificar as tarefas, tornando-as mais ágeis e produtivas, reduzindo a probabilidade de erros e retrabalhos. A grande vantagem é a extração de informações para monitoramento e geração de relatórios gerenciais, o que auxilia nas tomadas de decisão.

Dependendo da tecnologia utilizada, a automatização de processos fornece a visibilidade de dados em tempo real. E é claro que tudo fica mais fácil quando gestores e equipes podem ter acesso a informações operacionais a qualquer momento, não é mesmo?

Tudo isso, consequentemente, permite à empresa reduzir custos da operação. Outro efeito da automatização de processos é o armazenamento de dados de maneira centralizada, já que a integração entre diversos setores (como Financeiro, Comercial, RH, etc.) evita ruídos e melhora a comunicação corporativa.  

Assim, podemos entender que automatizar favorece o gerenciamento de processos, aumenta a qualidade do produto ou do serviço prestado, melhora vendas e a retenção de clientes. Veremos tudo isso em detalhes nos próximos tópicos!

Automação e automatização de processos são a mesma coisa?

Agora que já sabemos o que é automatização, é importante compreendermos que essa prática tem um significado diferente de outro termo parecido, que é a “automação”. Ambos os conceitos têm como objetivo aumentar a eficiência operacional e passaram a ser muito utilizados, especialmente com o movimento da Indústria 4.0, mas diferem no nível de intervenção humana. 

A automação de processos é um mecanismo que só depende de máquinas para acontecer. É o caso de RPA (Robotic Process Automation) ou de sensores de IoT (Internet das Coisas) integrados a sistemas de coleta de dados, capazes de detectar não conformidades em equipamentos quando há alguma variação de performance durante o funcionamento. 

Por outro lado, a automatização refere-se à incorporação de elementos de automação em alguma atividade ou sistema, mantendo certa intervenção humana em determinados pontos. 

Em resumo, enquanto a automação dispensa totalmente a necessidade de seres humanos para ser executada, a automatização de processos precisa de algum grau de controle ou decisão por parte das pessoas envolvidas. 

LEIA MAIS | Indústria 4.0: entenda o que é e quais seus impactos no setor

Quais são os recursos de automação mais utilizados? 

Entre as possibilidades de execuções automáticas em uma operação, podemos listar os seguintes recursos: 

  • Hiperautomação, que amplia os resultados de um negócio combinando múltiplas ferramentas de automação ao aprendizado de máquinas, aplicando Machine Learning e Inteligência Artificial (IA), por exemplo; 
  • Chatbots, muito utilizado para interagir com clientes em sites ou plataformas, fornecendo instruções básicas ou respostas rápidas a perguntas comuns; 
  • Unidade de Resposta Audível (URA), comumente utilizada em centrais telefônicas ou sistemas de atendimento para direcionar chamadas ou executar processos simples com os usuários; 
  • Business Process Management System (BPMS), uma opção para apoiar o mapeamento, a modelagem e o monitoramento de processos, visando a integração de várias soluções tecnológicas e a melhoria contínua de organizações; 
  • Automação de fluxo de trabalho, que facilita a relação e gestão de diferentes atividades, viabilizando o controle unificado do que deve ser feito; 
  • Automação de Marketing, a partir de soluções para segmentar públicos, enviar mensagens personalizadas e aprimorar a medição de resultados das ações colocadas em prática.

Todos esses casos se referem a variadas esferas de gestão de um negócio. Agora, na sequência, você confere quais são os tipos de automação possíveis estritamente relacionadas a processos.  

Quais tipos de processos automatizados facilitam a gestão de empresas?

Veja os principais tipos de automação de processos para aprimorar o controle de um negócio nos exemplos a seguir.  

Automatização de tarefas 

A rotina de uma empresa depende de processos que, por sua vez, são compostos por tarefas. A automatização de algumas delas, portanto, permite uma gestão do tempo saudável e elimina afazeres repetitivos e manuais. Aqui, podemos citar casos como a entrada de dados em planilhas, compilação de relatórios e envio de e-mails padronizados.  

 Auditorias automatizadas  

Existem recursos que facilitam a realização de auditorias, como: agendamento (com disparo de notificação para os responsáveis), aplicação de checklists digitais (com preenchimento padronizado de dados, evitando erros de cadastro ou leitura) e análise automática de dados, viabilizando o acesso a informações em tempo real.  

 Automatização de processos de análise

É possível contar com a análise aprofundada de dados a partir da metrificação de processos com tecnologias para digitalização dos mesmos, especialmente com a integração de outras soluções, como Microsoft Power BI ou Tableau.   

Medições automatizadas 

Muitas operações precisam monitorar parâmetros como vazão de substâncias, temperatura, umidade, correntes elétricas, entre outros, a fim de assegurar a qualidade dos processos no dia a dia.  

Para tanto, o uso de sensores IoT integrados a uma tecnologia de checagem digital, como o Checklist Fácil, garante o registro contínuo e automático dessas condições. Isso acaba de vez com a necessidade de preencher planilhas ou de dedicar um profissional para esse tipo de atividade na operação.  

Gestão de dados automatizada

Não há nada mais eficiente para a gestão de um negócio do que acessar dados em tempo real em dashboards completos. Por essa razão, contar com sistemas que cumprem essa função é extremamente necessário para operações que pretendem conquistar mais eficiência operacional.  

Controle automatizado de equipes de campo 

Gerenciar times à distância não é uma tarefa fácil. Sendo assim, contar com a tecnologia para automatizar algumas checagens e procedimentos favorece a credibilidade das execuções e economiza recursos e tempo que seriam dispendidos para supervisão.  

Como exemplo, podemos pensar em ferramentas com cerca e assinatura digital. Aliás, são funcionalidades presentes no Checklist Fácil, mas falaremos em detalhes mais adiante sobre o uso desse sistema para automatizar processos.  

Confira exemplos de processos automatizados

Entre os processos nas empresas passíveis de serem automatizados, ou mesmo quais áreas uma organização pode automatizar, estão os listados a seguir. 

Automação de processos industriais

Um ótimo exemplo de tecnologia para automatizar atividades na indústria é o uso de sensores IoT para medir automaticamente alguns padrões de máquinas ou ambientes (como temperatura, vibração ou vazão, por exemplo), substituindo a necessidade de controles manuais e agilizando tratativas em casos de necessidade.

Automação de processos logísticos

Entre as oportunidades em transporte e logística, é possível automatizar a abertura de planos de ação em inspeções de veículos, fazer a gestão de rotas precisa com o auxílio de telemetria e aprimorar a gestão de estoques com a aplicação de checklists digitais, além de outras alternativas viáveis de automação. 

Automação de processos de TI

Podemos exemplificar esse tipo de automação com a configuração de workflows de atendimento (fluxo padrão para solucionar ou encaminhar resoluções), disparo de pesquisas de satisfação ou ainda a programação de backups e documentações periódicas automáticas.

Automação de processos administrativos

Automatizar tarefas administrativas da empresa geralmente depende de um Sistema para Planejamento dos Recursos da Empresa (ERP), que centraliza dados e comunicações referentes a todos os departamentos do negócio para viabilizar um controle unificado de documentos, relatórios gerenciais, gestão financeira etc.

Automação de processos de Recursos Humanos

Qualquer padrão de tarefas pode ser automatizado, e com o RH não é diferente. Existe a possibilidade, por exemplo, de configurar em um sistema de padronização de processos um fluxo de atividades para aplicar ou verificar treinamentos, avaliações de experiência, seleção de colaboradores etc. 

Automação de processos financeiros

No caso do faturamento, uma empresa pode preparar pagamentos de fornecedores ou colaboradores, ou ainda fazer a emissão e o envio de faturas de forma automatizada. Também é possível automatizar a emissão e envio de boletos.  

Automação de processos de controle de qualidade

A automatização da coleta de dados permite metrificar e acompanhar com exatidão o cumprimento de qualquer padrão de qualidade em um negócio. Uma das maneiras de cumprir com esse objetivo é a partir da aplicação de checklists digitais

Enfim, os contextos em que tecnologias facilitam as rotinas são diversos. Por isso, além dos exemplos de processos automatizados listados acima, deve-se analisar de forma adequada cada situação, a fim de entender como usar a estratégia em diferentes campos para o resultado ser positivo e satisfatório em uma operação. 

Como automatizar processos em 9 passos?

Chegou a hora de saber como implementar, de fato, a automatização de processos. Listamos oito passos como sugestão para fazer isso na sua empresa com tranquilidade. Veja a seguir!

1. Faça um mapeamento completo

O primeiro passo é realizar um bom mapeamento de processos, incluindo os subprocessos e as interdependências. Assim, é mais fácil ter uma visão sistêmica de toda a operação. E, por meio de uma análise criteriosa, é possível identificar atividades em duplicidade ou que não agregam valor à operação.

Algumas situações ainda são bastante comuns, como a descentralização das informações, a necessidade de consulta a diversas fontes, tarefas manuais e arquivos físicos de documentos. Essas condições caracterizam a subutilização do capital humano, e a automatização de processos melhora esse aproveitamento dentro do universo corporativo.

2. Desenvolva processos mais eficientes

Nesse momento, é fundamental pensar em como aprimorar o dia a dia, considerando questões como:

  • Sequenciamento e lógica das atividades;
  • Gargalos;
  • Fluxo ideal de informações;
  • Avisos sobre inconsistências, atrasos ou falhas;
  • Mecanismos para planos de ação e melhoria contínua.

Após a elaboração desse desenho inicial, busque soluções capazes de idealizar propostas adequadas à realidade do negócio. Você deve entender qual é o tipo de tecnologia que poderia ser aplicada em atividades repetitivas dos fluxos. 

Uma das opções é otimizar processos internos com um software de checklist, mas vamos falar mais sobre como fazer a escolha da solução ideal para o seu negócio na sequência.

3. Escolha a ferramenta certa

Essa é a hora de adquirir recursos alinhados às necessidades da organização. Afinal, com os avanços tecnológicos, a quantidade de soluções disponíveis no mercado para tornar processos automatizados é cada vez maior. 

Para ilustrar isso, já que falamos anteriormente sobre processos, podemos seguir com este mesmo assunto para compreendermos como seria a aplicação de uma automatização para padronizá-los. 

Em casos assim, um sistema para digitalizar processos e garantir que todas as boas práticas estão sendo cumpridas é o melhor dos cenários. Inspeções de qualidade digitalizadas e auditorias constantes vão permitir a geração de métricas e o aumento da performance das empresas. 

Tais possibilidades são apenas algumas suposições de como a automatização de etapas estratégicas pode ser um grande marco em diferentes tipos de organização. Portanto, é preciso analisar o contexto de cada corporação para definir o caminho certo a seguir.

SAIBA MAIS | 9 formas de usar o Checklist Fácil para a padronização de processos

4. Defina um cronograma e uma equipe de implementação

A recomendação é sempre começar pelo mais simples. Por isso, é importante criar um cronograma de implantação, dividido em etapas. A cada módulo implementado, os processos se integram.

Testes também devem ser previstos, com a finalidade de localizar e corrigir desvios. Vale lembrar que é essencial designar uma equipe multidisciplinar para conduzir qualquer projeto de automatização de processos.

5. Prepare as equipes para as mudanças

Para aperfeiçoar e reduzir o tempo das atividades, é preciso adequar-se e ajudar a sua equipe com as mudanças. Saiba que automatizar processos acaba mudando a forma como os colaboradores desenvolvem suas funções.

Aproveite para levar evidências às equipes e demonstrar o quanto a tecnologia tem o potencial de agilizar as entregas. Você pode, inclusive, apresentar o conceito da Indústria 5.0, que fala exatamente sobre integração e colaboração entre o homem e a máquina.

Portanto, prepare-se para compreender e acompanhar a adaptação de todos os profissionais, pois são eles que fazem praticamente tudo funcionar.

6. Mantenha o foco no cliente

Muitas empresas planejam automatizar processos, mas mantêm o foco apenas nas melhorias internas. Contudo, a atenção deve estar voltada às demandas e necessidades dos clientes.

Ou seja, o retorno deste investimento depende de mudanças sensíveis na qualidade do atendimento, na velocidade da entrega, na inovação dos produtos e serviços, nas condições de pagamento e, claro, nos preços oferecidos. Inclua tudo isso no planejamento!

7. Programe treinamentos

A automatização de processos também exige treinamento. Desse modo, é possível garantir a utilização correta de todas as funcionalidades dos sistemas.

E, com a eliminação de uma série de tarefas pouco relevantes, a empresa pode explorar todo o potencial intelectual e criativo de seus profissionais, o que reforça a motivação e o engajamento.

8. Monitore resultados constantemente

Para alavancar a produtividade, não basta automatizar processos. É necessário avaliar quais os resultados e os impactos gerados. Logo, é preciso estabelecer um monitoramento constante, por meio de indicadores de desempenho.

Assim, torna-se viável confirmar os avanços e localizar os pontos a serem aperfeiçoados. Tenha esse ponto em mente como uma necessidade frequente de qualquer empresa, como veremos na última etapa desse passo a passo a seguir!

9. Pratique a melhoria contínua

A visão precisa e a velocidade na obtenção de informações favorecem a identificação de gargalos e oportunidades nos fluxos de atividades. Por isso, aproveite a automatização de processos para fortalecer a cultura de dados e a melhoria contínua na organização.  

Seguindo essas dicas, a sua empresa pode automatizar tarefas com tranquilidade, evitando riscos e ameaças ao negócio. Ao mesmo tempo, garante mais produtividade e, consequentemente, mais competitividade frente à concorrência.

Por que é importante automatizar processos?

Qualquer negócio deseja que as atividades funcionem da melhor forma possível, trazendo bons resultados e visando sempre o crescimento. 

Por isso, é indispensável considerar que o fluxo de trabalho seja organizado. Dessa maneira, a automatização de processos do dia a dia pode não só garantir vantagens a curto e a longo prazo, mas também aumentar o nível de lucratividade da empresa

Veja agora os principais benefícios da automatização de processos nas empresas

Padronização definitiva 

Soluções de tecnologia são baseadas em padrões. Logo, podemos afirmar que o uso de sistemas no dia a dia ajuda a padronizar efetivamente uma operação. Imagine uma situação comum, como a realização de auditorias e inspeções. Muitas empresas insistem em pranchetas e papéis, fato que torna as checagens suscetíveis a erros, perda de informações e demora para compilação de dados.  

Agora, se uma organização opta por um software para automatizar esse tipo de procedimento, com respostas configuradas e orientadas, qualquer atividade, área ou processo pode ser metrificado. A gestão passa a contar com dados confiáveis e precisão na tomada de decisão a partir de um histórico de registros padronizados.  

Ganho de agilidade 

Normalmente, as atividades manuais tomam mais tempo e são realizadas por humanos, que tendem a cometer erros. É por isso que automatizar determinadas ações faz com que as pessoas consigam poupar tempo para realizar atividades mais importantes, e essa é uma vantagem primordial da transformação digital nos negócios. 

Mais qualidade 

Seguindo essa ideia, quando as atividades são feitas manualmente, há mais risco de erros do que quando as ações são realizadas de forma automatizada. 

Por esse motivo, com a automatização de processos, a precisão nas ações é maior e o resultado se torna ainda mais qualitativo. 

Redução de custos 

Alguns gestores ainda têm dificuldade em adotar soluções de automatização por conta do alto investimento inicial.  

Mas, pensando pelo lado de que os processos automatizados precisam de poucas pessoas para programar ou monitorar as ações, muitas vezes o tempo de muitos profissionais pode passar a ser dedicado a outras funções. A economia de espaço e de materiais requeridos por processos manuais também entram nessa conta. 

Além disso, também há uma redução de custos com infraestrutura. Isso acontece porque a empresa pode contar com soluções e ferramentas para apoiar todas as ações. 

Vantagens para Business Process Management (BPM) 

O Business Process Management (BPM) — ou Gestão de Processos de Negócio, em português — é uma estratégia com potencial de ampliar a competitividade de negócios. Com o uso de tecnologia, ela pode levar empresas ao nível máximo de eficiência operacional. 

Para entender melhor como isso funciona na prática, basta imaginar que o uso de ferramentas agiliza workflows, conecta diferentes departamentos e economiza tempo e atividades que antes eram necessárias para a rotina de uma organização.  

Por esse motivo, podemos afirmar que a automatização de processos impacta positivamente o BPM.  

Disponibilidade de dados 

Outra vantagem da automatização de processos é a facilidade de acesso à informação. Um sistema permite o cadastro de usuários e disponibiliza informações em um único ambiente, de maneira muito mais organizada em comparação a processos manuais.  

Dessa forma, colaboradores e gestores podem ter uma visão de todos os resultados alcançados a cada ação com dashboards, geralmente em tempo real. A geração de insights se torna muito maior, e a tomada de decisão pode ser feita com rapidez e embasamento.  

Aumento da produtividade 

Todas as etapas anteriores refletem na grande vantagem de automatizar tarefas: a elevação da produtividade da equipe e o aumento dos resultados. De acordo com uma sondagem sobre a Indústria 4.0 realizada pelo Portal da Indústria, esse é o principal benefício do uso de tecnologias digitais para 72% das empresas.  

A redução de atividades repetitivas permite que os colaboradores se dediquem a tarefas mais importantes e estratégicas para a empresa. Esse é um dos ganhos proporcionados pelo sistema Checklist Fácil, que automatiza a coleta de dados e a digitalização de processos nas organizações.  

Monitoramento de desempenho 

O controle efetivo sobre os resultados é outra vantagem que podemos mencionar. Parte-se do pressuposto de que uma operação automatizada possui padrões e, portanto, viabiliza a obtenção de dados consistentes sobre a sua performance. 

Por essa razão, é possível não só acompanhar a evolução de departamentos e equipes, como também estabelecer medidas de melhoria contínua rumo à excelência da operação.  

Garantia de rastreabilidade e conformidade  

O histórico confiável de registros é primordial para garantir a rastreabilidade de produtos, especificamente na cadeia de suprimentos (a rastreabilidade de alimentos, por exemplo, é uma prática de suma importância). Além disso, também para fins de controle de qualidade, manter operações, serviços e produtos em conformidade com exigências normativas e outros requisitos é essencial para o desenvolvimento de qualquer negócio.  

A tecnologia torna tudo isso viável, principalmente se a organização realiza auditorias automatizadas. Com esse tipo de prática, a gestão passa a contar com dados completos e detalhados, acessando as informações necessárias — e prontamente disponíveis — para identificar e alertar a ocorrência de qualquer desvio.  

Escalabilidade para expansão de operações 

Você já parou para pensar em como é desafiador aumentar uma operação que ainda carece do uso de tecnologia? Isso vale para a ampliação de departamentos ou novas unidades de uma empresa. É muito provável que algum desses obstáculos (ou todos eles) apareçam: 

  • Dificuldade para repassar padrões em treinamentos; 
  • Decisões erradas ou menos eficazes com falta ou inconsistência de dados; 
  • Problemas para gerenciar o aumento de informações; 
  • Complicações para gerir processos complexos; 
  • Barreiras de comunicação entre profissionais, áreas ou unidades. 

Enfim, tudo isso pode até ser contornado por um tempo, mas a médio e longo prazos tende a se transformar em uma bomba relógio. A automatização, por sua vez, apoia o crescimento de qualquer empresa, pois a situação é bem mais favorável quando existem padrões estabelecidos e dados disponíveis para assegurar definições estratégicas acertadas.  

Quais são os principais desafios para automatizar processos nas empresas? 

Entre as dificuldades das corporações para automatização de processos estão o direcionamento de recursos, a escassez de profissionais especializados, a preocupação com a segurança das informações e a resistência com o uso de sistemas tradicionais nas organizações. 

A pesquisa Tech Trends, da Deloitte, afirma, por exemplo, que 60% dos entrevistados de empresas de todo o mundo alegam desafios com a integração de ferramentas antigas a novas soluções. Ainda nessa mesma linha, 57% relatam perceberem inflexibilidade no ambiente corporativo.  

Frente a tudo isso, é importante considerar a escolha de tecnologias que driblem todos esses obstáculos. Optar por sistemas que se adaptam a diferentes realidades, com planos acessíveis, que possuam API aberta para serem integrados a outras soluções e que ofereçam um escopo completo de funcionalidades é um caminho promissor para a automatização de processos em qualquer negócio. 

BAIXE AGORA | Planilha ou software? Descubra qual é a melhor ferramenta para sua gestão! 

Qual é o cenário da automação de empresas no mundo? 

Mesmo frente a alguns desafios, como você viu anteriormente, a automação de empresas é um caminho sem volta — e que já se mostra muito avançado em todo o mundo. A Pesquisa Global de Riscos 2022, da PwC, revela que: 

  • 75% dos líderes estão aumentando os investimentos com tecnologia para análise de dados; 
  • 74% deles planejam gastar mais com automação de processos (no Brasil, esse índice passa para 77%). 

Entre os principais riscos em foco, estão regulações de proteção ambiental e setoriais específicas, vulnerabilidade cibernética, cadeia de suprimentos, gestão de talentos e equilíbrio de custos. Isso demonstra o quanto a tecnologia tem o potencial de impulsionar a evolução de negócios, impactando diretamente na diminuição de ameaças às corporações. 

Passando para um recorte sobre o segmento industrial, o Observatório Nacional da Indústria indica uma projeção de crescimento de 145% no mercado de automação em todo o mundo até 2028. No Brasil, o setor que se destaca nessa corrida é o de Alimentos e Bebidas, com 15,2% de parcela desse mercado.  

Porém, a América Latina é a região com mais atraso (7,2%), enquanto a Europa lidera o aumento de produtividade e competitividade industrial com 34,1% de participação nesse movimento.  

Como posso descobrir se minha empresa precisa de automatização? 

A melhor maneira de entender se o seu negócio deve apostar em processos automatizados é fazer uma avaliação sobre a realidade atual. Para isso, responda as seguintes perguntas: 

  • Os processos são realizados sem nenhum padrão? Essa é a principal complicação ocasionada por tarefas manuais. Considere repensar sobre as ferramentas utilizadas; 
  • Existem problemas ou falhas de comunicação? Se a queixa sobre esse tipo de situação for comum, com desentendimentos ou informações desencontradas, está na hora de contar com a tecnologia para melhorar o contato entre profissionais e equipes; 
  • Há muito retrabalho? Ter que repetir uma atividade pode estar relacionado a desalinhamentos, falhas operacionais, treinamentos ineficazes e muitos outros motivos ligados à gestão da informação, que pode se tornar muito melhor com o uso de sistemas; 
  • É difícil identificar a causa de não conformidades? De nada adianta ter o objetivo de aumentar resultados sem conhecer efetivamente os gargalos de uma operação a partir de métricas e padrões de processos. Se você passa por isso, a automatização é um caminho para transformar essa realidade; 
  • O desperdício é comum no dia a dia? Se o índice de perdas da organização é grande, pode ser um sinal de alerta para rever, padronizar e digitalizar processos, economizando recursos e reduzindo gastos desnecessários com esse tipo de problema; 
  • O volume de trabalho é excessivo? Quando a carga de trabalho da equipe é muito alta, pode ser um indício de que as rotinas precisam ser revistas. É provável que isso revele a existência de tarefas repetitivas, ou seja, o tempo de trabalho pode ser otimizado com o uso de tecnologias para liberar os profissionais dessas funções.  

Agora que você já sabe o que precisa fazer para realizar um diagnóstico e definir se este é o momento de automatizar operações da sua empresa, conheça as ferramentas disponíveis para isso.  

Quais são as melhores ferramentas para automação de processos? 

Depende do perfil de cada negócio e dos processos que você pretende automatizar. Porém, leve em consideração que as melhores ferramentas serão sempre aquelas que cumprirem requisitos como boa adaptação à realidade do seu negócio, facilidade para integração com outras soluções e garantia de segurança das informações. 

Sendo assim, se o seu objetivo é contar com automação de marketing, por exemplo, o ideal é buscar um software que cumpra a função de CRM (Customer Relationship Management). Por outro lado, se a sua corporação ou departamento possui tarefas como extração de dados ou preenchimento repetitivo de formulários, a tecnologia em vista deve ser uma utomação Robótica de Processos, ou RPA (Robotic Process Automation).  

Por fim, existem sistemas que oferecem flexibilidade, capazes de atender diversos tipos de demandas relacionadas à automação de processos. Saiba mais no tópico a seguir! 

Como o Checklist Fácil automatiza processos?

O Checklist Fácil é um software que centraliza, padroniza e permite a gestão de processos de qualquer tipo de negócio, com recursos como: 

  • Configuração de workflows; 
  • Gestão de planos de ação
  • Inclusão de mídias (fotos e vídeos) em checklists digitais; 
  • Leitura de QR Code; 
  • Módulo OCR para leitura de textos padrão; 
  • Assinatura digital; 
  • Relatórios completos e personalizados; 
  • Integração com sensores IoT
  • Inteligência Artificial
  • Integração com Microsoft Power BI, Zapier, Outlook e outras ferramentas; 
  • E muito mais. 

O total supera 150 funcionalidades, que substituem processos manuais de auditorias, inspeções e pesquisas em geral com checklists digitais para o controle das operações. Com isso, empresas que utilizam a solução economizam até duas horas de trabalho de cada analista por dia.  

Faça um teste grátis: comece agora a elevar o rendimento das suas operações e alcance o máximo de performance com a ajuda da tecnologia.  

Empresas como Unilever, Renault, Walmart, Polishop e mais de 1500 marcas em toda América Latina utilizam o Checklist Fácil. Com opções de planos acessíveis a qualquer tipo de negócio, sua operação pode conquistar vantagens como: 

  • Retorno sobre Investimento (Return on Investment, ou ROI) de 204%; 
  • Economia de papel e sustentabilidade para sua operação; 
  • Realização de 2,5 vezes mais auditorias por semana; 
  • Excelência operacional a partir do controle de qualidade e planos de ação eficazes para não conformidades.  

Você também pode agendar uma demonstração com nossos especialistas para conhecer os detalhes do sistema e entender como a ferramenta vai potencializar os resultados do seu negócio! 

Respostas de 3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.

25 de Abril | 16h | ao vivo

Boas Práticas
de SST:

Como zerar acidentes e criar processos eficientes de segurança