Por que sua empresa deve implementar uma cultura de dados?

Empresas que querem adquirir inteligência de negócio precisam implementar uma cultura de dados para fundamentar suas estratégias e tomadas de decisão.
Atualizado em: 22 de maio de 2023
Tempo de leitura: 6 minutos

Um estudo realizado pelo Grupo Toccato identificou que 93% das empresas brasileiras reconhecem a importância de usar dados para melhorar a execução dos processos e as tomadas de decisão. Entretanto, um levantamento feito pela Totvs, em parceria com a H2R Pesquisas Avançadas, mostrou que apenas 5% das empresas acreditam fazer bom uso da inteligência de dados em seus negócios. 

O porquê desse último índice ser tão pequeno pode estar relacionado aos seguintes fatores:

  • Falta de mentalidade voltada para uma cultura data center;
  • Ausência de tecnologias intuitivas que ajudam na coleta, interpretação, análise e segurança de dados;
  • Pouco ou quase nenhum conhecimento técnico sobre o uso das informações.

A sua empresa pretende sobreviver ao mercado e competir de igual para igual com outras grandes marcas? Se a resposta for “sim”, saiba que está mais que na hora de conhecer e implementar uma cultura de dados!

O que é a cultura data driven?

Adotar uma cultura data driven é colocar os dados no centro de todas as projeções e estratégias da empresa. É abrir mão de análises e tomadas de decisões baseadas em “feeling”, para usar números, indicadores e outros fatores relevantes para garantir inteligência de negócio.

Segundo um estudo realizado pelo Capgemini Research Institute, 50% das empresas já estavam colocando os dados no centro das tomadas de decisões em 2020. Entretanto, em um de seus levantamentos, o Gartner — grupo que oferece insights objetivos e relevantes para os executivos e suas equipes — apontou que a maioria das empresas ainda possui baixa maturidade em business intelligence e análise de dados.

Em uma visão macro, as estatísticas mostram um problema crítico no âmbito financeiro e empresarial. Afinal, por mais que as empresas queiram usar os dados, muitos investimentos e recursos aplicados nessa estratégia podem estar sendo desperdiçados involuntariamente. 

Qual a importância da cultura de dados para as empresas?

O mundo não é mais o mesmo e para acompanhar a evolução de mercado, as empresas precisam modernizar os seus modelos de negócio. Aquelas que não fizerem isso correm o sério risco de ficar para trás, perder competitividade e ser ultrapassadas pelos concorrentes.

Tendências, preferência de produtos, necessidades de melhoria, atendimento personalizado, redução de custos de operação. A empresa só vai saber o que precisa ser feito e como aproveitar as oportunidades quando tiver acesso a dados que comprovam e fundamentam as suas estratégias. 

Grandes marcas já implementaram uma cultura de dados e estão colhendo resultados mais que satisfatórios: Amazon, Disney, Facebook, Google, Netflix e Spotify. Essas empresas têm utilizado a inteligência de negócio para otimizar e acelerar seus processos, inclusive aprimorar a experiência do consumidor.

Se as grandes marcas já implementaram uma cultura voltada para coleta, interpretação e análise de dados — e estão sendo beneficiadas por essa estratégia —, por que a sua empresa deveria cogitar ficar para trás? 

LEIA TAMBÉM | Cruzamento de dados: o que é e como aplicar no seu negócio

Vantagens de implementar uma cultura baseada em dados

A grande vantagem de implementar uma cultura baseada em dados é que a empresa passa a agir de modo muito mais inteligente. Ela consegue, através da base histórica de acessos, cliques, pedidos e preços, por exemplo, entender o que está (ou não) dando certo nas suas estratégias de vendas. Também, o que precisa ser reformulado em seus processos internos, como fazer e quando fazer.  

A cultura data driven também favorece a empresa de forma mais isolada, garantindo benefícios, como:

Redução de custos e desperdícios

Ao invés de perder tempo e recursos testando novas estratégias, os líderes passam a direcionar as suas ações de maneira muito mais consciente, focando apenas no que traz resultados. 

Essa atitude contribui para redução de custos e desperdícios, e o orçamento passa a ter mais folga para que possam investir em novas oportunidades de negócio ou outros setores. 

Maior taxa de atração, conversão e fidelização

Com o apoio de dados, a empresa passa a entender melhor o seu público-alvo e comportamentos. 

Essa compreensão faz com que elabore estratégias que realmente atendam às necessidades do consumidor potencial, garantindo a sua total satisfação e contribuindo para uma maior taxa de atração, conversão e fidelização. 

Personalização no atendimento

A empresa não pode esperar que o cliente opte pela sua marca se entregar um atendimento exatamente igual ao do concorrente. Se quer se tornar a única escolha do consumidor, precisa proporcionar uma experiência que seja exclusiva, memorável e personalizada. E veja bem, para isso deve conhecer suas preferências e particularidades.  

Os dados garantem esse conhecimento. Os líderes podem usar ferramentas e analisar indicadores (KPIs) que mostram a quantidade de acessos, cliques, históricos de pedidos, entre muitos outros pontos importantes. 

Identificação de novas oportunidades

Além de coletar, analisar e interpretar dados sobre o cliente, a empresa também pode utilizar as informações de concorrentes para identificar novas oportunidades de negócio. 

Em pesquisas de satisfação, fóruns ou até mesmo avaliações de produtos, é possível identificar o que o consumidor gostou ou não, quais suas preferências, até necessidades que ainda não foram atendidas. 

Quais áreas da empresa se beneficiam da cultura de dados?

A cultura de dados pode beneficiar diversas áreas da empresa, a começar pelo setor de marketing, que passa a criar campanhas mais eficientes baseadas em insights sobre o comportamento do consumidor. 

A equipe de vendas também tem a ganhar, uma vez que pode usar os dados para identificar os leads mais qualificados e segmentar melhor o público-alvo.

Já o setor de recursos humanos pode usar a cultura data driven para identificar as áreas da empresa que precisam de melhoria quanto à aquisição, treinamento e desenvolvimento de talentos. 

Enquanto a equipe financeira, usar os números ao seu favor para prever tendências de fluxo de caixa, identificar oportunidades de negócio e tomar decisões quanto aos investimentos.

Da mesma forma que o setor de marketing, vendas, RH e financeiro, a área de tecnologia da informação também se beneficia da cultura. O uso de dados pode ajudar a equipe a identificar problemas internos sobre a infraestrutura atual de TI e, com isso, sugerir novas tecnologias.

Por último, temos também o setor de atendimento. A cultura data driven também permite que a equipe entenda melhor quais são as necessidades dos clientes e, assim, aplique melhorias para personalizar o suporte. Ou seja, toda a empresa ganha com a cultura de dados

LEIA TAMBÉM | Saiba a importância dos relatórios de performance

O que uma empresa deve fazer para desenvolver uma cultura de dados?

A primeira coisa que a empresa precisa fazer para desenvolver uma cultura de dados é mudar a sua mentalidade. Os líderes e demais integrantes precisam entender que os números são de fato seus aliados, e que a aplicabilidade vem para facilitar a elaboração e o direcionamento das estratégias.

Coletar, analisar e interpretar os dados exige mais trabalho do que criar ações baseadas em “achismos”, por isso pode ocorrer certa resistência. Ainda assim, é preciso insistir, alimentar e dar valor a cultura data driven

É através dos dados que a empresa vai se tornar mais inteligente e garantir retornos reais e realmente interessantes no curto, médio e longo prazo. Todos serão beneficiados por isso de alguma forma.

Leia mais | Mulheres na Indústria 4.0: a importância delas na revolução digital 

6 dicas para colocar a cultura de dados em prática

Implementar uma cultura de dados não é necessariamente difícil. No entanto, a empresa precisa estar 100% comprometida a mudar a sua mentalidade e cumprir com as seguintes práticas:

1- Defina objetivos 

Por que a empresa quer aplicar a cultura de dados? Como os setores se beneficiarão com a coleta, análise e interpretação? É preciso definir os objetivos centrais para saber como a cultura data driven realmente vai contribuir para o aprimoramento e melhoria da empresa. 

2- Implemente um plano de ação

Depois que tiver definido os objetivos, deve-se criar um plano de ação. Esse planejamento precisa ser elaborado com bastante cuidado, pois será usado pelos líderes para direcionar as práticas e estratégias que realmente ajudarão no atingimento das metas.

3- Identifique as fontes de dados

A empresa também precisará identificar e organizar todas as fontes de dados disponíveis. Quais serão os locais usados para coletar as informações: setor de vendas, finanças, atendimento ao cliente, redes sociais? Como pretende manter os dados armazenados e, principalmente, quais informações serão verdadeiramente úteis?

4- Invista em tecnologia

A tecnologia desempenha um papel muito importante na coleta, no armazenamento e na análise. Sem os recursos certos, pode ser que a empresa não seja capaz de lidar com grandes volumes de informações, e esse obstáculo pode acabar prejudicando a aplicabilidade correta dos dados.

5- Capacite a equipe

Também será preciso que a empresa capacite os seus líderes e colaboradores em habilidades técnicas, como, por exemplo, análise de dados, programação e até mesmo estatísticas.

6- Monitore os resultados

Acompanhar os resultados obtidos — através de KPIs (indicadores de desempenho) — é importante para a empresa avaliar se o uso de dados e as estratégias estão realmente surtindo efeito. Também, se será preciso aplicar algum tipo de melhoria interna nos processos de coleta, analise e interpretação.

Como o Checklist Fácil contribui com uma cultura orientada por dados?

O Checklist Fácil é uma ferramenta que, além de facilitar os processos de auditoria e inspeção, ajuda na coleta de dados precisos e importantes para o planejamento estratégico e tomada de decisão da gestão.

Os líderes podem acessar o Checklist Fácil e:

  • Verificar todas as informações que ficam registradas de forma segura e digital. Isso permite que atuam rapidamente sobre os problemas e não conformidades com planos de ação gerados automaticamente;
  • Gerar relatórios em tempo real conforme novos dados são adicionados. Todas as informações coletadas ficam armazenadas na nuvem, em um ambiente que garante a segurança de dados e é de fácil acesso. É possível verificar as informações de forma instantânea;
  • Personalizar questionários ilimitados, adaptáveis às demandas de cada operação. Descobrir preferências, comportamentos e necessidades dos clientes pode ser simples, e a empresa pode elaborar os questionários de modo que acompanhem a proposta da marca.

Ter ferramentas que simplificam a coleta, interpretação e análise de dados é fundamental para implementar uma cultura data driven. Conte com a Checklist Fácil para usar as informações a favor dos seus negócios e melhore de uma vez por todas as suas estratégias. Agende uma demonstração!



Para mais esclarecimentos sobre o tratamento de seus dados pessoais, leia nosso Aviso de Privacidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.

25 de Abril | 16h | ao vivo

Boas Práticas
de SST:

Como zerar acidentes e criar processos eficientes de segurança