O que é BIM? Conheça a metodologia e aprenda a aplicá-la em projetos

Com o BIM, é possível otimizar a comunicação entre todos os envolvidos em uma obra, ter visão clara do projeto, reduzir custos e ter orçamentos mais precisos.
Atualizado em: 29 de junho de 2023
Tempo de leitura: 4 minutos

BIM é uma metodologia de gestão de projetos que usa modelagem em três dimensões para otimizar a comunicação e cooperação em obras da construção civil. Ela é capaz de melhorar a colaboração, diminuir a taxa de retrabalho e garantir a entrega dentro dos prazos, desafios comuns nos canteiros de obra.

Nesse artigo, vamos mergulhar no tema, explorando os pilares da metodologia, benefícios e como implementá-la com sucesso, extraindo o máximo da ferramenta. Boa leitura! 

O que é a metodologia BIM para projetos?

O conceito BIM, Building Information Modeling (Modelagem de Informações da Construção) refere-se a uma metodologia que usa softwares para modelagem tridimensional de construções. 

Em outras palavras, a ideia central do BIM é desenvolver um modelo 3D do empreendimento, acompanhando todas as etapas do seu ciclo de vida, até mesmo depois da construção finalizada. 

É uma abordagem mais ampla, se comparada ao tradicional desenho em 2D, pois oferece uma visão completa da construção. Dessa forma, todos os agentes envolvidos na obra, são incluídos, desde os pedreiros até o empreiteiro responsável.

Qual é o objetivo e a finalidade do BIM?

O principal objetivo da Modelagem de Informações da Construção é melhorar a comunicação entre os agentes do projeto, criando um ambiente colaborativo durante todas as etapas da obra. Dessa maneira, é possível prever problemas, gerir informações e otimizar processos para garantir que um projeto de sucesso.

Quais os pilares da metodologia BIM?

A metodologia BIM é baseada em três pilares fundamentais, que são:

  • Modelagem multi-informacional;
  • Interoperabilidade;
  • Cadeia Produtiva.

Onde se aplica o BIM?

O foco do BIM é a construção civil, podendo ser aplicado em diferentes atividades desse setor. Em linhas gerais, essa modelagem pode ser utilizada em construções do zero, reformas, projetos de arquitetura, infraestrutura urbana e quaisquer outros empreendimentos do ramo que possam fazer bom uso da ferramenta.

LEIA TAMBÉM | 11 tendências e inovações na construção civil

Qual a diferença entre CAD e BIM?

Simplificando, CAD (Computer Aided-Design) é uma tecnologia com ampla variedade de elementos gráficos, usada para criar usada para criar desenhos em 2D e 3D. O BIM, por sua vez, faz uso desses designs para guiar o processo de construção do projeto. Ou seja, o foco do CAD é criar o desenho, enquanto o principal objetivo do BIM está na modelagem de informações

Benefícios da metodologia BIM

A implementação do BIM na construção civil pode trazer diversos benefícios, por exemplo:

  • Melhoria na comunicação entre colaboradores de setores distintos;
  • Maior colaboração entre todos os envolvidos no projeto;
  • Redução nas falhas humanas, resultando em menos retrabalhos;
  • Diminuição nas perdas no canteiro de obras;
  • Processo mais enxuto, permitindo que o orçamento da obra seja respeitado;
  • Controle sobre todas as etapas da obra, antes, durante e depois da construção; 
  • Auxílio no cumprimento dos prazos de entrega;
  • Facilidade para identificar não conformidades e corrigi-las rapidamente.

Qual a importância do BIM na construção civil?

Em resumo, podemos dizer que o uso do BIM é crucial para a modernização no setor da construção civil, além de trazer diversos benefícios para os envolvidos, favorecendo uma gestão mais eficaz. Para se ter ideia dessa importância, um decreto de 2020 prevê a utilização do BIM na execução de projetos de arquitetura e engenharia feitos pelas entidades da administração pública federal.  

O que é compatibilização de projetos?

Compatibilização é o nome dado ao processo de sobrepor todas as disciplinas de um empreendimento, a fim de evitar conflitos entre elas e falhas. Isso inclui projeto arquitetônico, estrutural, instalações hidráulicas, elétricas, ar-condicionado, paisagismo e demais elementos que compõem uma construção. No BIM, esse processo é feito diretamente no modelo tridimensional. 

Quais são as ferramentas Building Information Modeling?

O BIM faz uso de uma série de ferramentas, como:

  • Revit: usado para criação de modelos 3D e integração entre disciplinas;
  • ArchiCAD: também usado na criação de modelo bi e tridimensionais, com destaque para versões complexas, possuindo recursos mais avançados; 
  • Tekla Structures: ferramenta específica para projetos que envolvam estruturas de concreto, madeira e aço;
  • Navisworks: sistema usado para coordenação e revisão de projetos BIM.

metodologia bim exemplo navisworks autodesk
O Navisworks, da Autodesk, é um dos exemplos de ferramentas que combinam dados de projeto e da construção em um modelo tridimensional. Créditos da imagem: Autodesk.

Como implementar a metodologia BIM?

Para implementar o BIM, o primeiro passo (e mais importante) é a escolha da melhor ferramenta, o que pode variar dependendo da realidade do seu negócio. Tendo isso em mente, faça uma análise dos fornecedores disponíveis no mercado e veja quais chamam sua atenção. 

Em seguida, verifique quais deles podem suprir sua demanda da melhor forma e faça uma relação de custo-benefício para escolher a alternativa mais vantajosa. 

Quais os desafios da adoção do BIM?

Apesar das vantagens, a implementação do BIM também enfrenta alguns empecilhos. Os principais são:

  • Investimento inicial em software e infraestrutura, que pode ser relativamente alto, dependendo da realidade do negócio;
  • Capacitação dos colaboradores para trabalhar com o novo sistema, o que inclui projetar a partir de modelos 3D;
  • Dificuldades ou resistências, uma vez que é criado um novo fluxo de trabalho e é preciso uma fase de adaptação.

Padronize processos com os módulos do Checklist Fácil e Sienge

O Checklist Fácil possui quatro módulos de integração via app para usuários do Sienge com foco em coleta de dados por meio de inspeções de contratos e medições, pedidos de compra e entrega, unidades de vendas, além da avaliação de fornecedores. Portanto, se a sua construtora é cliente Sienge, essa solução vai facilitar (e muito) a sua rotina, tornando os processos mais simples e efetivos. 

Além do mais, uma das maiores vantagens é que essa integração está disponível para dispositivos móveis, mesmo sem acesso à internet. Isso é uma mão na roda para inspeções de obra em locais remotos, onde não há conexão. Ao conectar o app novamente, ele sincroniza os dados coletados. 

Até o momento, estão disponíveis quatro módulos, sendo:

  • Inspeção de contratos e medições;
  • Inspeção de pedidos de compra e entregas;
  • Avaliação de fornecedores;
  • Inspeção de unidades de venda.

Como vimos, o BIM é uma ferramenta de grande utilidade durante projetos de construção, engenharia e arquitetura. Seu apelo visual permite que haja uma comunicação mais eficiente entre os envolvidos, promovendo a colaboração e resultando em obras mais eficientes e entregas mais ágeis.

O Checklist Fácil é uma ferramenta que auxilia construtoras em todas as etapas de uma obra, garantindo a maximização dos resultados. Peça uma demonstração e conheça nossa solução agora mesmo! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ideal para o seu negócio!

Categorias

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.