8 temas de DDS essenciais para a construção civil

O cronograma de DDS para construção civil, bem como seus temas, deve ter como base a realidade e as necessidades do canteiro de obras, por ordem de importância e urgência.
Atualizado em: 20 de janeiro de 2023
Tempo de leitura: 4 minutos

O DDS para construção civil, setor onde os riscos são bastante presentes, é uma atividade que pode diminuir consideravelmente a quantidade de acidentes de trabalho no canteiro de obras.

Na mesma medida de sua importância, definir o cronograma de Diálogo Diário de Segurança pode ser uma tarefa desafiadora, por exigir uma regularidade nas conversas e variedade de temas.

Complexidade à parte, o DDS é uma oportunidade de informar os profissionais de como podem melhor lidar com as situações cotidianas sem correrem riscos. Por isso, precisa ser uma atividade regular com temas que façam sentido para a área.

Neste artigo entenda como criar o seu cronograma de DDS para construção civil da melhor forma.

O que é DDS?

O DDS ou Diálogo Diário de Segurança é um momento de conversa com os colaboradores de uma organização, projeto ou empresa, no qual são abordados assuntos relacionados a segurança de trabalho naquela respectiva área.

O indicado é que o DDS aconteça diariamente, em poucos minutos, mas esse período de tempo pode variar conforme as necessidades de cada instituição. Assim, é interessante que ocorra ao menos uma vez na semana. Quando o trabalho exige maior cuidado e atenção, as conversas precisam acontecer com maior regularidade. 

No caso da construção civil, o responsável por abrir a conversa traz assuntos relacionados à segurança física dos trabalhadores no canteiro de obras. É comum apresentar situações cotidianas do trabalho, em que os funcionários conseguem se identificar e estar mais atentos no momento de executar suas atividades, além de poderem tirar eventuais dúvidas.

Qual a importância do DDS na construção civil?

O DDS é importante para todas as áreas em que é exigido, mas para a construção civil, ele se torna ainda mais necessário. Afinal, trata-se de uma ferramenta para prevenir acidentes de trabalho e permitir um melhor rendimento e performance de cada funcionário.

Quanto mais saudáveis e seguros os trabalhadores se sentirem no ambiente no canteiro de obras, melhor é a sua produtividade, economia de tempo e consequentemente diminuição de custos para o contratante. A equipe tem a abertura para realizar suas atividades em harmonia e em segurança. 

Leia também:

Como fazer o DDS na construção civil?

Para cada DDS é interessante escolher um profissional que tenha domínio do assunto, que já conheça o corpo técnico, ou que entenda o que ele faz. Assim, a equipe tem liberdade para questionar e perguntar livremente sobre o assunto trazido para a conversa.

E o detalhe primordial é trazer temas e assuntos que sejam da área de construção civil e que se relacionem com o dia a dia dos colaboradores. Aqui te contamos um pouco sobre cada tema.

8 temas de DDS para a construção civil

Oportunidades e assuntos para tratar no DDS para construção civil não falta! Mas, considerando que montar e cumprir um cronograma não é tarefa fácil, listamos algumas ideias de temas de DDS que são bastante pertinentes à rotina no canteiro de obras. Veja só:

EPI – Equipamentos de Proteção Individual

Abordar como e quando utilizar cada EPI e, ao longo dos diálogos, entender se há uma área específica que precisa de maior reforço nas informações, como por exemplo proteger as mãos, a cabeça, ou outras partes do corpo.

EPC – Equipamentos de Proteção Coletiva

Assim como os EPIs, os Equipamentos de Proteção Coletiva também devem ser tema do DDS em algum momento, principalmente para conscientizar sobre a importância e melhorar a forma como eles lidam com esses equipamentos.

Ferramentas de uso coletivo

Como lidar com as diferentes máquinas no canteiro de obras ou em outras instâncias da construção civil. Pode ser uma oportunidade para abrir espaço para possíveis dúvidas que os funcionários possam ter sobre como melhor lidar com cada ferramenta.

Higiene pessoal

Higiene no trabalho é essencial para quem lida com produtos e substâncias diversas, como é o caso de quem trabalha com a construção civil. Por isso, é necessário que os trabalhadores entendam o que é cada um deles e quais são as medidas de segurança e higiene no canteiro de obras.

Primeiros socorros

Ensinar os trabalhadores a lidar com situações de primeiros socorros é imprescindível em qualquer área, inclusive na de construção civil. Isso porque imprevistos e acidentes não tem hora nem lugar . Eles precisam estar cientes de como lidar com essas situações e o que fazer em momentos de alto nível de estresse. 

Lesões nas costas

Lesões nas costas são muito comuns por conta de levantamento de pesos indevidos ou posições de trabalho cotidianas não ergonômicas. Por isso, uma das formas de evitá-las é conscientizar os colaboradores de como lidar com ações cotidianas de forma a não se lesionar.

Limpeza e organização

Limpeza e organização do local de trabalho é imprescindível para manter em ordem os espaços divididos por mais de uma pessoa. Não obstruir passagens, ter acesso aos equipamentos de emergência, guardar materiais e ferramentas em seus devidos lugares são pequenas ações que podem mudar toda a dinâmica do ambiente de trabalho.

APR – Análise Preliminar de Risco

A etapa de APR é uma medida que tem como objetivo mapear riscos e prevenir possíveis acidentes no trabalho. Falar sobre a APR no DDS é uma das formas de orientar os trabalhadores sobre os riscos inerentes de suas atividades laborais. Além disso, também é uma maneira de transmitir confiança sobre as medidas de seguranças tomadas pela a empresa.

Como implementar o DDS na rotina do canteiro de obras?

Para que o DDS passe a fazer parte da rotina do canteiro de obras, o primeiro passo é o planejamento. Por isso, o ideal é observar os últimos dados de segurança do trabalho no canteiro de obras, como acidentes, uso de equipamentos de proteção, fluxo de trabalho, entre outros. Dessa forma, é possível identificar os pontos mais sensíveis e transformá-los em temas para o DDS, elencados por importância e urgência.

A partir desse planejamento e da criação de um cronograma, deve-se entender a melhor forma de apresentar os conteúdos. Isso, é claro, considerando que as informações precisam ser assimiladas de forma simples e completa, em poucos minutos de diálogo.

O ideal é que o DDS seja mediado por profissionais capacitados em segurança do trabalho, mas também pode ser realizado por supervisores, engenheiros, arquitetos ou, em alguns casos, membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA).

Utilizar ferramentas para acompanhamento das atividades, criar o cronograma e execução dos temas dentro do DDS não precisa ser algo complexo, mas exige certa organização. A Checklist Fácil é uma ferramenta criada para auxiliar nessas atividades e garantir maior facilidade na execução de planejamentos que envolvam a segurança do trabalho. Tem interesse em conhecer a plataforma? Agende uma demonstração!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o software Checklist Fácil:

Categorias

Artigos relacionados

Assine nossa newsletter e acesse, em primeira
mão, conteúdos relevantes para o seu negócio.