Indústria Têxtil: guia completo sobre o setor + dicas para gerenciar processos

A indústria têxtil desenvolve diferentes tipos de produtos e vem evoluindo ao longo do tempo. Conheça tudo sobre o setor, sua importância e o papel da gestão de processos.

Tempo de leitura: 8 minutos
Produção de tecido é uma atividade da indústria têxtil

A indústria têxtil é uma das maiores do mundo e reconhecida por ser bastante diversificada. Olhando pelo lado histórico, ela também pode ser vista como uma das pioneiras. Afinal, as primeiras evidências conhecidas de fabricação de têxteis, utilizando a técnica de tecelagem, datam de cerca de 5000 a.C.

Esse é um dos mais importantes setores econômicos de qualquer país que possui outras indústrias dentro do segmento. Isso porque ele pode fornecer tanto produtos relacionados a conforto como aqueles considerados uma necessidade essencial, como as roupas que vestimos.

Por tudo isso que até aqui, vamos destacar a história da indústria têxtil, como ela funciona hoje e trazer dicas para melhorar o desempenho do setor. Vamos lá!

O que é indústria têxtil?

A indústria têxtil é uma grande área de manufatura que trabalha com a transformação de fibras em fios, de fios em tecidos e, por fim, nos produtos prontos para o uso

O termo têxtil vem da palavra latina textilis, que podemos traduzir como “tecer”. Antigamente, costumava se referir apenas a tecidos naturais. Mas, como os métodos mudaram ao longo do tempo, os têxteis passaram a incluir outros materiais de base sintética. 

Na prática, esses tecidos são tingidos, estampados ou transformados em produtos como roupas e vários outros itens.

Nesse processo, são usados diferentes tipos de fibras, como o algodão – que é uma fibra natural, mas também existe a artificial e a sintética -, ​​para produzir os tecidos.

A indústria sempre busca atender todas as demandas do que chamamos de “Cadeia Têxtil”, que inclui empresas produtoras de fibras, tecelagem e confecção. 

Lembrando que essa é uma das indústrias onde as estações do ano exigem mudanças na produção. Afinal, o clima de cada época cria demandas diferenciadas, de acordo com o consumo do mercado.

A indústria da moda também desempenha um papel importante quando falamos na indústria têxtil. Pela sua natureza, ela é totalmente dependente do que esse tipo de indústria produz. 

Um outro exemplo de setor que depende dessa atividade é a indústria de móveis, que conta com a criação de diferentes tipos de tecidos.

Principais produtos que a indústria têxtil produz

As fábricas de produtos têxteis convertem matérias-primas têxteis em tecidos e outros produtos finalizados. Alguns dos itens produzidos neste setor incluem:

  • Diferentes tipos de tecidos;
  • Roupas;
  • Utensílios domésticos;
  • Carpetes e tapetes;
  • Toalhas;
  • Cortinas;
  • Lençóis;
  • Cordas e fios;
  • Móveis;
  • Estofados automotivos;
  • Entre outros itens à base de tecidos.

É importante destacar que o processo de conversão de fibras brutas em produtos têxteis é complexo. Para produzir fios, por exemplo, as fibras naturais, como o algodão, devem primeiro ser processados para remover impurezas. Isso dá aos produtos a textura e durabilidade desejadas, além de outras características.

Após esta etapa inicial de limpeza, as fibras são transformadas em fios. Além disso, durante a produção, algumas etapas de acabamento podem ser realizadas no tecido.

Esses processos – que incluem tingimento, branqueamento, lavagem, entre outros – podem ser realizados na fábrica original ou em empresas específicas, que atuam de forma independente. 

Isso porque o acabamento abrange tratamentos químicos ou mecânicos realizados nas fibras e fios para melhorar a aparência, textura e durabilidade. Logo, nem todas as indústrias estão aptas para lidar com esse tipo de agente.

Evolução da indústria têxtil

A indústria têxtil desempenha um papel significativo na economia. Ao redor do mundo, é possível notar a evolução desse mercado, especialmente devido à importação e à exportação recorrentes. 

Mas aqui, o destaque vai para o maquinário avançado que está elevando os níveis de produtividade em têxteis e mudando a natureza do trabalho dos funcionários

Se antes cada processo dependia de atuação manual, agora temos diversos processos automatizados pelas ferramentas desenvolvidas especificamente para esse setor.

Com a enorme demanda na indústria têxtil, ela abre muitas oportunidades diferentes. Inclusive, já está entre as indústrias que mais demandam mão de obra no momento – mesmo em meio a esse processo de automatização. 

Portanto, quanto maior a quantidade de produtos têxteis produzidos, maiores as chances de surgirem novas vagas no mercado. Para permanecerem competitivos, no entanto, os fabricantes precisam ser extremamente eficientes quando falamos de mão de obra.

Isso porque as novas tecnologias também demandam um treinamento cada vez mais técnico para os trabalhadores de toda a indústria. 

Computadores e equipamentos controlados por sistemas digitais auxiliam em muitas funções, desde o desenho, modelagem e linhas de corte. Mas, para operar cada máquina, as equipes precisam realizar capacitações específicas.

Importância desse tipo de indústria para a economia brasileira

O Brasil pode ser reconhecido mundialmente por suas grandes produções de soja e milho, com grandes resultados na indústria agrícola. No entanto, a indústria que representa uma grande oportunidade de investimento, de fato, é a do setor têxtil.

Por conta do destaque também na produção de algodão, o país consegue desenvolver uma variedade impressionante de fios, tecidos e outros materiais naturais.

Temos uma história de 200 anos desde que a indústria têxtil iniciou no país. Hoje, podemos dizer que esse é um setor fundamental para a geração de emprego e renda. Ele impacta diretamente no PIB nacional, além de contar com uma rede extensa de empresas que atuam em torno dessa indústria.

Dados relevantes na indústria têxtil

Que tal entender essa importância através de números? Segundo dados de 2019 divulgados pela Texbrasil (Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira), o Brasil conta com uma força produtiva de 25,5 mil empresas localizadas em todo o território nacional.

Veja mais informações interessantes: 

  • As empresas do setor, de todos os portes, já empregam mais de 1,5 milhão de trabalhadores diretos. Esse número sobe para 8 milhões se somados os empregados indiretos;
  • Como é autossuficiente na produção de algodão, sem precisar importar esse tipo de matéria-prima, o Brasil consegue produzir 9,4 bilhões de peças por ano;
  • Juntas, as empresas do segmento têxtil geram um faturamento anual de US$ 47,1 bilhões.

O Brasil, ainda, é a única Rede Têxtil que pode se considerar completa na região ocidental do planeta. 

Isto é: somente nós temos tudo o que é necessário para formar essa rede, desde a produção de fibras (como as fazendas de algodão), passando por áreas de tecelagens e confecções. Além disso, contamos com um forte segmento de varejo para comercializar a produção.

Não é a toa que o país possui um complexo de instalações impressionante, sendo reconhecida como a quarta maior indústria têxtil do mundo.

Por que a gestão de processos é essencial na indústria têxtil?

O gerenciamento de processos é usado por muitas organizações para controlar a execução e organização das etapas de trabalho. Falando especificamente da indústria têxtil, sabemos que ela conta com várias etapas internas, desde a gestão de pessoas, recebimento de matéria-prima até a produção em si.

Devido a essas etapas, contar com a gestão de processos é fundamental. Na prática, ela funciona assim: olhamos para cada etapa individualmente e analisamos como os diferentes processos afetam uns aos outros. A ideia é obter primeiro uma boa visão do estado atual de todos eles.

A próxima etapa consiste em identificar onde os processos podem ser aprimorados. A indústria têxtil, por exemplo, possui vários tipos de operações em diferentes setores, como:

Podem ocorrer sérios problemas dentro da operação se cada um desses elementos não forem gerenciados da forma correta. Quer um exemplo? Então precisamos falar sobre um dos maiores desafios enfrentados pelas indústrias têxteis, que é o gerenciamento eficiente da matéria-prima.

Sem trabalhar com a gestão de processos, as empresas se deparam com situações em que a aquisição de matérias-primas excedentes pode acarretar no aumento de custos, sem conseguir escoar a produção. Já uma compra insuficiente pode acarretar em atrasos no atendimento da demanda e dos pedidos.

4 benefícios de uma gestão de processos na indústria têxtil

Apesar de conhecer os detalhes sobre a gestão de processos, você ainda pode ter dúvidas sobre o tema. Afinal, será que esse gerenciamento pode ajudar a indústria a atingir seus objetivos?

Aqui você confere os 4 principais benefícios que essa ação pode proporcionar para a indústria têxtil:

1. Padronização de processos

Com a gestão estruturada, todos os processos são mapeados em detalhes. Assim, ela fornece ótimas informações sobre cada um, incluindo a duração, os recursos necessários para implementar, a frequência que é realizado e os custos envolvidos.

Muitas vezes, essas etapas devem ser coordenadas entre várias equipes. Inclusive, os processos mais importantes de uma organização costumam envolver uma ou mais áreas de negócios. Nesse caso, padronizá-los é a chave para otimizar os resultados e o uso de recursos.

Depois que todos estiverem mapeados, é muito mais fácil identificar onde estão os padrões. O próximo passo seria criar o plano de padronização de processos, que por si só traz benefícios como o aumento da produtividade e a melhor utilização dos recursos.

2. Redução de falhas

A gestão de processos entrega também uma visão do desempenho atual e dos fatores que influenciam os resultados. Com isso em mãos, os gestores podem monitorar o desempenho e antecipar possíveis problemas para, assim, evitar complicações no futuro. Isso significa uma intensa redução de falhas na operação.

Tomar medidas para evitar novas falhas imediatamente é fundamental para manter o bom nível de lucratividade da indústria. Um dos caminhos, que também traz benefícios, é a execução de auditorias e checagens.

3. Redução de custos

O conceito de gerenciamento estratégico dos processos apoia diretamente a redução de custos. Ele reduz não só os custos de mão de obra, melhorando o fluxo de trabalho em cada processo. Mas também ajuda a adquirir o volume correto de cada matéria-prima.

Gerenciar informações completas de cada processo, indo desde os equipamentos utilizados até o tempo de trabalho necessário para as etapas, permite enxergar custos ocultos que antes passavam despercebidos. Com isso, a equipe de gestão consegue identificar quais deles podem ser eliminados.

Fazer implantação eficiente e eficaz dos recursos também vai acelerar a produtividade de todas as áreas.

4. Satisfação do cliente

A gestão de processos agiliza todas as etapas de produção para que os produtos finais atendam os requisitos de qualidade, antes de chegar ao consumidor final. Esse é o principal elemento que garante a satisfação dos clientes com cada produto desenvolvido.

Ele reforça o controle de qualidade em todo o processo de fabricação para evitar produtos com defeito. Outro ponto de atenção é garantir a conformidade com as demandas do cliente e com os requisitos das Normas Regulamentadoras (NRs).

Por que a tecnologia é indispensável para essa indústria?

A tecnologia já se tornou uma ferramenta essencial para as empresas. No que diz respeito à indústria têxtil, a maioria delas considera o investimento em tecnologia como parte da estrutura do negócio.

Para ter uma produção qualificada, o mercado exige uma infraestrutura de tecnologia eficiente. Afinal, as fábricas precisam trabalhar com um arsenal de ferramentas que permitam trazer inovações para o processo produtivo e para a gestão dessas etapas.

É nesse cenário que surge a quarta revolução industrial, mais conhecida como Indústria 4.0. Ela é descrita como a digitalização da indústria, que envolve o melhor uso dos esforços humanos. Ao mesmo tempo em que substitui tecnologias atuais, consideradas mais simples, por sistemas capazes de:

  • Gerar dados de ativos conectados entre si para ganhar eficiência em vários níveis;
  • Transformar processos de manufatura existentes;
  • Criar fluxos de informação de ponta a ponta, ou seja, em toda a cadeia de produção;
  • Realizar novos serviços e modelos de negócios.

Com soluções como IoT (Internet das Coisas), Inteligência Artificial e Big Data, o objetivo básico da Indústria 4.0, que é facilitar a operação e inovar os processos, consegue ser atendido. Mas não são apenas soluções de alto custo e com um tempo elevado de implementação que proporcionam essa melhoria.

Só conseguimos garantir bons resultados com tecnologias de alto custo?

A resposta é não! Existem alguns sistemas que são acessíveis e capazes de aumentar a eficiência operacional. Eles atuam de forma integrada, ajudando a descomplicar as atividades e a ganhar tempo. No fim, eles ajudam a tomar melhores decisões e gerar mais resultados.

Dessa forma, produtos e meios de produção se conectam em rede e podem criar novas formas de produção. Os sistemas oferecem, ainda, os recursos necessários para a indústria tomar decisões com base em dados.

À medida que as empresas aderem ao movimento de inovação, a tendência é incorporar uma solução de checklist online. Ela permite não só fazer as auditorias e checagens gerais para evitar falhas, mas também oferece recursos para padronizar os processos de forma direcionada, como:

  • Auditoria de qualidade;
  • Inspeção de segurança;
  • Auditoria de fornecedores;
  • Vistoria de manutenção.

Essa é uma forma de transformar a operação da indústria têxtil, sem demandar altos custos. Que tal contar com uma indústria inteligente, já inserida nesse ecossistema de inovação?

Para isso, a nossa dica final é conhecer todos os benefícios da Checklist Fácil. Para promover a transformação digital, combinamos produto e método próprio nesta solução que proporciona também qualidade, segurança e eficiência aos nossos clientes.

Agende já uma demonstração gratuita e conheça mais sobre o seu funcionamento!

Convidados especiais fazem parte do nosso blog. Especialistas incríveis que podem contribuir com conteúdo de qualidade para os leitores.
Autor convidado

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *