4 tipos de estoque que você precisa conhecer

Os estoques estão presentes em empresas dos mais variados segmentos, desde lojas e outros estabelecimentos comerciais que revendem produtos, até grandes indústrias que precisam realizar o controle de peças e produtos já prontos para entrega. Mas você conhece os tipos de estoque? Continue lendo e saiba mais sobre cada um deles!

Tempo de leitura: 4 minutos
4 tipos de estoque que você precisa conhecer

Os estoques estão presentes em empresas dos mais variados segmentos. De lojas e outros estabelecimentos comerciais que revendem produtos a grandes indústrias que precisam realizar o controle de peças já prontos para entrega.

E você, conhece os tipos de estoque? Continue a leitura e saiba mais sobre cada um deles!

Os tipos de estoque

Veja, a seguir, os 4 principais tipos de estoque que podem ser utilizados em seu negócio.

1. Estoque de proteção

O estoque de proteção é o mais conhecido nas empresas. O seu principal objetivo é prevenir problemas relacionados à falta de um determinado item que deve ser disponibilizado para venda aos consumidores.

Imagine, por exemplo, uma loja que vende diversos produtos. Certamente os gestores de logística sabem qual a estimativa de venda de cada item do estabelecimento. Isso porque eles têm o conhecimento do que vende mais e quais artigos vendem menos.

Dentro desse contexto, um produto que tem mais saída deve ter um estoque maior. Por outro lado, aquele que tem menos saída tem estoque menor. Dessa forma, se impede que o estabelecimento fique sem mercadorias e não possa atender seus clientes adequadamente.

2. Estoque de ciclo

O estoque de proteção é muito comum em estabelecimentos comerciais que lidam diretamente com o consumidor final, como lojas de artigos diversos e supermercados. Por outro lado, o estoque de ciclo é mais comum em indústrias que fabricam tais produtos.

Isso acontece porque o estoque de ciclo é aquele em que os itens estocados circulam dentro da própria empresa.

Vamos pensar em um exemplo prático para que você possa entender melhor. Pense em uma empresa do ramo automobilístico que fabrique ônibus. Ela é dividida em diversos setores, tendo, por exemplo, pessoas encarregadas pela parte mecânica, outras responsáveis pela fabricação dos assentos para os passageiros, entre tantas outras divisões.

Cada um dos setores da empresa é responsável por fabricar e estocar uma determinada peça dos ônibus. Consequentemente, esse estoque segue um ciclo dentro da própria fábrica, até que o produto final seja finalizado.

3. Estoque de antecipação

Esse é um dos tipos de estoque em que uma empresa se antecipa a uma grande demanda. É muito comum que o de antecipação seja colocado em prática em épocas que antecedem datas comemorativas como o Natal, a Páscoa, o Dia das Mães, entre outros.

Uma loja de brinquedos, por exemplo, vende muito mais no período natalino. Por isso, deve antecipar o estoque daquele jogo que é a febre do momento entre a criançada, por exemplo.

4. Estoque de canal

Também conhecido por alguns como estoque de trânsito, ele é aquele em que os produtos estão no percurso entre o fabricante e o revendedor.

Uma carreta de caminhão que transporta um determinado produto ou o baú de um navio são bons exemplos de estoques de canal.

A importância de conhecer os diferentes tipos de estoque

Para realizar um bom controle de estoque, é fundamental que você identifique quais são os principais tipos, suas características e o objetivo de cada um deles.

Por exemplo, um estoque de canal está no intermediário entre revendedor e cliente, o que gera determinadas demandas de gestão (há demandas específicas para a gestão de uma carreta de caminhão ou compartimento de carga de uma aeronave).

Essas demandas são diferentes de um estoque de antecipação, que diz respeito à acumulação de itens para uma demanda esporádica que será mais intensa em um determinado momento, como o aumento das vendas de produtos infantis próximo ao dia das crianças.

Um bom gestor de estoques é capaz de entender os contextos de necessidade de cada um dos tipos de armazenamento e saber quais medidas implementar para cada situação. Dessa forma, os resultados poderão ser bem mais satisfatórios, com maior eficiência no seu trabalho.

Dicas de como fazer um gerenciamento de estoque

Além de conhecer os diferentes tipos de estoque, é importante identificar outras formas de realizar um bom gerenciamento nesse aspecto. A seguir, apontamos algumas dicas que podem ser úteis.

  • faça uma contabilização do inventário eficiente;
  • trabalhe com softwares específicos para gestão de estoque e automatização;
  • defina um período para a realização da verificação do estoque;
  • defina uma organização específica dos produtos nos armazéns;
  • tenha um controle impecável de entrada e saída de produtos do estoque;
  • observe o histórico de movimentação de produtos da sua empresa;
  • prepare-se para os momentos de aumento de demanda;
  • mantenha o controle adequado dos produtos perecíveis do seu negócio;
  • determine as pessoas responsáveis por cada etapa do controle e suas respectivas responsabilidades;
  • saiba negociar com os fornecedores;
  • se for preciso, realize a queima de estoque para equilibrar o armazém;
  • treine os colaboradores para as melhores práticas de controle de armazém;
  • estude sobre os tipos de controle que podem ser realizados e escolha aquele que melhor atender suas necessidades no momento;
  • defina uma margem de perda e dano;
  • tenha controle do custo de armazenamento e verifique como otimizar essas questões;
  • tenha cuidado com o processo de picking para não gerar avarias nos itens;
  • crie padrões e regras para as operações realizadas dentro do galpão;
  • seja rígido no controle de estoque;
  • defina fluxogramas de entrada e saída;
  • acompanhe os níveis de estoque e periodicidade de vendas para definir as melhores datas para compras de itens;
  • defina volume mínimo e máximo que deve ter de cada tipo de produto no estoque;
  • elabore relatórios de gestão de estoque;
  • implemente uma política de melhoria contínua em seu negócio.

Por meio dessas dicas, é possível ter uma melhora considerável na gestão do seu estoque, minimizando falhas que possam ocorrer e tornando os processos mais eficientes ao longo do tempo.

Conclusão

Além disso, essas dicas podem ser replicadas nos mais diferentes tipos de estoque, cada um com suas devidas proporções, adaptando-as a cada situação.

Assim, cada organização tem um tipo de estoque mais utilizado e que atende melhor a sua demanda. No entanto, uma coisa é comum para todas: a implantação de um sistema de checklist pode ajudar muito no controle do estoque e demais atividades de logística.

Agora que você conhece mais sobre os tipos de estoque, que tal implementar uma solução para melhorar a gestão em seu negócio? Solicite uma demonstração e conheça todos os detalhes da plataforma Checklist Fácil!

banner de pedido de orçamento

Related Posts

4 Replies to “4 tipos de estoque que você precisa conhecer”

  1. TUDO QUE VENHA PRA SOMAR NA ORGANIZAÇÃO DE UM TRABALHO E SEMPRE MUITO BEM VINDO, PORQUE SEM CONTROLE NÃO CONSEGUIMOS CHEGAR LONGE E PRA TER FOCO TEM QUE TER FERRAMENTA DE CONHECIMENTO FORTE NA MÃO PARA VENCER. Obrigado

  2. Olá, esse é um ótimo blog e sempre aproveito as informações postadas aqui. Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *