Como diminuir os impactos ambientais da agricultura?

Reduzir os impactos ambientais da agricultura é um grande desafio. Afinal, requer planejamento, controle e o uso de tecnologias. Para ajudá-lo nessa tarefa, criamos este conteúdo. Nele, damos dicas práticas para você dar o primeiro passo. Vem ver!

Tempo de leitura: 5 minutos
Gerenciar os equipamentos é importante para reduzir os impactos ambientais da agricultura

Reduzir os impactos ambientais da agricultura é essencial para preservar os recursos naturais do planeta. Sem o devido controle sobre o desmatamento e a contaminação de água e solo, por exemplo, podemos ficar sem insumos essenciais a médio e longo prazo.

Mas como reduzir esses danos sem prejudicar a eficiência operacional das atividades desse setor? Esse, de fato, é o grande desafio da atualidade. Porém, a tecnologia surge como uma alternativa viável e, ao mesmo tempo, eficaz para começar a agir de forma sustentável.

Neste conteúdo, você vai conhecer os principais impactos ambientais da agricultura, bem como as melhores alternativas para reduzi-los. Acompanhe!

Quais são os principais impactos ambientais da agricultura?

Embora a pecuária seja considerada a atividade rural mais nociva, ainda assim a agricultura possui um papel substancial no impacto ambiental. Afinal, ela realiza o desmatamento e usa grande quantidade de água para o plantio. Assim como contamina o solo com fertilizantes e agrotóxicos.

Apesar de muitas pessoas imaginarem que o consumo doméstico é o que mais gera gastos de água, não é bem assim. Na verdade, mais de 70% da água doce é utilizada na irrigação de campos agrícolas – segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). Chocante, né?

A produção de transgênicos é outro problema grave do setor. Isso porque esse tipo de semente é mais forte e resistente que as convencionais. Logo, elas se espalham como se fossem pragas, assumindo o lugar das variedades naturais e mais frágeis.

Consequentemente, há uma perda da biodiversidade, podendo levar, inclusive, ao desaparecimento de algumas espécies.

Ainda sobre essas sementes transgênicas, algumas são modificadas para suportarem agrotóxicos mais poderosos. Isso agrava os problemas de contaminação do solo e das águas, uma vez que ambos passam a ser muito mais expostos a esses agentes. 

Podemos destacar, ainda, como impactos ambientais da agricultura os seguintes:

  • Uso inadequado de técnicas agrícolas;
  • Derrubada de matas para o plantio;
  • Liberação excessiva de gás carbono que, aliada à decomposição de restos de cultura, eleva a poluição atmosférica;
  • Uso descontrolado de adubos e defensivos agrícolas;
  • Descarte irregular de resíduos no solo.

Entretanto, é importante destacar que a agricultura não causa apenas impactos negativos. Ela também ajuda a capturar o carbono responsável pelo agravamento do efeito estufa, por exemplo, o que a torna uma aliada na luta contra o aquecimento global.

Além disso, ela é responsável por boa parte dos alimentos que consumimos. Ou seja: ainda assim é um setor essencial para todos nós! 

Como diminuir os impactos ambientais na agricultura?

Tendo em vista a importância que essa atividade possui, cabe a nós realizar mudanças operacionais para, assim, minimizar os impactos ambientais na agricultura.

Existem diversas manobras em andamento para corrigir esses problemas. O desenvolvimento de manejos ecologicamente corretos é uma solução que vem ganhando cada vez mais força. Tanto é que os produtos orgânicos estão ganhando mais espaço nos supermercados.

O desenvolvimento científico e tecnológico igualmente podem gerar bons frutos. Assim como o aumento da conscientização ambiental.

Veja outras boas práticas relacionadas à gestão da propriedade e seus insumos que podem ajudar a reduzir os impactos ambientais na agricultura:

Descarte correto das embalagens 

Utilizar defensivos para proteger a lavoura contra doenças e pragas é essencial. Entretanto, se você manusear as embalagens de forma inadequada, poderá contaminar o solo, os recursos hídricos e, até mesmo, os alimentos.

Sendo assim, um passo indispensável para minimizar os impactos ambientais da agricultura envolve o descarte correto desses recipientes após o uso.

Mas como fazer isso? Primeiramente, limpe bem cada embalagem. Após, encaminhe a uma indústria que dê o fim necessário a elas – seja realizando a reciclagem ou incineração.

Reflorestamento

Tenha em mente que a vegetação densa, como a da floresta, ajuda na fertilidade do solo e reduz as ocorrências de erosão. Além disso, pode recuperar ambientes degradados, protegendo o curso de mananciais.

Sendo assim, há duas opções que você pode seguir: 

  1. Não derrubar a floresta, realizando o plantio apenas em campos abertos;
  2. Promover o reflorestamento de solos que já foram danificados.

Plantio direto

Esse tipo de plantio é realizado sem aração e gradagem do solo. No caso, a semeadura é feita por meio de plantadeiras. Elas abrem um sulco na profundidade e largura mínima, porém suficiente, para que a tarefa ocorra.

Portanto, a área praticamente não é revolvida e, portanto, prejudicada.

Manejo Integrado de Pragas (MIP)

Esse sistema de manejo consiste em administrar as pragas, mantendo-as em um nível inofensivo à viabilidade econômica da cultura. Isto é, ao invés de utilizar defensivos e agrotóxicos, o agricultor monitora e realiza ações constantes para que as pragas não prejudiquem o plantio.

Para isso, porém, é essencial amplo conhecimento sobre biologia, ecologia e taxonomia. Uma vez que o foco é manter o equilíbrio entre as plantas e a cultura.

Rotação de culturas

Alternar as culturas em determinada área de plantio contribui para a fertilidade do solo. Além de melhorar a drenagem, a diversidade biológica e ajudar no controle de doenças.

Sendo assim, uma dica para reduzir os impactos ambientais da agricultura é justamente evitar, ao máximo, a monocultura. 

Qual o papel da tecnologia na redução dos impactos ambientais da agricultura?

A tecnologia tem o potencial de reduzir esses impactos, pois, quando aplicada na agricultura, ajuda o produtor a planejar e tomar melhores decisões.

Um software de gestão, por exemplo, unifica todas as informações do negócio. Sendo assim, as ações passam a ser realizadas com base em dados reais.

Entre as ferramentas que auxiliam nesse gerenciamento, destacamos a Inteligência Artificial, a Geolocalização e Big Data. Todas elas giram em torno de dados. Porém, são capazes de atuar de forma analítica e, portanto, oferecer insights prontos para ações mais eficientes.

Além disso, a tecnologia fornece a automação que, consequentemente, eleva a eficiência no dia a dia. Alguns instrumentos conseguem colher dados como clima, umidade e qualidade nutricional do solo automaticamente. E mais: tratar cada parte de acordo com as necessidades específicas.

Isso reduz os desperdícios e sobreposições, favorecendo um trabalho mais sustentável. 

Outrossim, um sistema como o checklist online permite que o agricultor crie listas de verificação para cada etapa da cadeia produtiva. Voltando ao exemplo das embalagens, é possível determinar um passo a passo para garantir a sua correta higienização.

Exemplos de ferramentas que ajudam a minimizar os impactos ambientais da agricultura

Engana-se quem acredita que somente tecnologias caras e sofisticadas são capazes de ajudar nessa tarefa. Nada disso! Algumas ferramentas simples conseguem otimizar a gestão e, com isso, preservar o meio ambiente.

Conheça alguns desses equipamentos:

GPS

O GPS é uma ferramenta de referenciamento e posicionamento que ajuda a elaborar mapas da lavoura com base em amostra do solo, por exemplo. 

Além disso, fornece dados precisos para que pulverizadores e adubadores realizem seu trabalho com exatidão. Evitando, principalmente, o desperdício de insumos e os impactos negativos ao meio ambiente.

Piloto automático agrícola

Foi-se o tempo em que os tratores e demais equipamentos precisavam ser comandados por uma pessoa. Hoje, o controle das máquinas pode ser feito de forma automatizada, com a menor intervenção humana possível.

Essa inovação minimiza as falhas e o tempo de operação, otimizando a produtividade agrícola

Pensando na redução dos impactos ambientais da agricultura, evita-se, por exemplo, que o equipamento mexa no solo mais do que necessário para efetuar o plantio. Ou então que seja gasta uma quantidade maior de água durante a irrigação.

Software para agricultura

Como mencionamos anteriormente, esse tipo de solução ajuda o agricultor a monitorar suas operações com mais eficácia – mesmo que à distância. Além disso, favorece a geração e análise de indicadores para reduzir custos e planejar melhor a atividade.

O checklist digital é um dos softwares mais utilizados nesse segmento. Com ele, você controla melhor os insumos, evitando contaminações e erros nas aplicações.

E mais: garante que todas as orientações estão sendo cumpridas pelos seus colaboradores visando preservar o meio ambiente como um todo. E, caso algum ponto esteja inadequado, consegue promover orientações e melhorias rapidamente.

O seu uso, porém, não se restringe a isso. É possível criar listas de verificação para:

  • Controle de qualidade e estocagem dos grãos;
  • Administração das unidades agrícolas;
  • Segurança do Trabalho e cumprimento das Normas Regulamentadoras;
  • Manutenção de maquinários;
  • Gestão de riscos;
  • Gestão do meio ambiente.

Reduza os impactos ambientais da agricultura com o Checklist Fácil. Adote esse sistema em toda a sua cadeia produtiva, padronizando processos e adotando as melhores práticas em prol da sustentabilidade.

Está esperando o quê? Agende uma demonstração gratuita agora mesmo e veja como podemos lhe ajudar!

Jornalista e especialista em Comunicação Empresarial. Sou apaixonada por marketing, escrever, criar e inovar - inclusive nas horas vagas.
Estefânia Martins

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *